Unicentro promove o 34º Encontro da Arte Folclórica

Programação conta com apresentações ao vivo no palco do auditório Francisco Contini nessa quarta-feira (25 de agosto). Nesse ano, assim como no passado, as atividades estão sendo realizadas de forma remota

Promover a cultura popular brasileira. Este é o objetivo do Encontro da Arte Folclórica, realizado pela Diretoria de Cultura (Dirc) da Unicentro há 34 anos. Nesse ano, assim como no passado, em virtude da pandemia de Covid-19, as atividades integrantes da programação estão sendo realizadas de forma remota.

Desde o último dia 16, as redes sociais da Dirc estão com postagens diárias sobre diversos aspectos da nossa cultura, como música, dança e culinária. “Estamos, por meio das mídias sociais, postando as edições anteriores do Encontro, bem como gravações específicas sobre o folclore feitas por artistas guarapuavanos para esse ano. Então, é uma forma de nós promovemos o Encontro, mesmo em tempos de pandemia e isolamento, e não deixar as tradições não serem lembradas e mantidas, que é o principal objetivo do Encontro da Arte Folclórica da Unicentro”, complementa a diretora de Cultura da universidade, professora Níncia Teixeira.

Além da exposição “Folclore em rede”, disponibilizada no Facebook dirc.unicentro e no Instagram @_dirc, a programação conta com apresentações ao vivo no palco do auditório Francisco Contini nessa quarta-feira (25 de agosto), a partir das 19h.

O público em geral, como conta a agente universitária Elizabete Ribas Lustoza, poderá acompanhar em tempo real pelo canal da Unicentro no YouTube. “Será exibido um documentário em homenagem aos 34 anos do evento e de toda essa trajetória também dos grupos folclóricos e étnicos”.

Exemplo de post da Dirc nas redes sociais (Foto: Reprodução)

APRESENTAÇÕES
Na grade de apresentações, o Encontro desta quarta-feira contará com as participações de Giulia Prado Santos (músicas “O cravo e a rosa” e “Se essa rua fosse minha”), Studio de Dança Raqs Mahira, Jussara Santos – acompanhada do professor Valtinho (música “Bandeira do Divino”), Grupo Flokloristico Italiano Anima, Jaqueline Novis do CTG Chaleira Preta (música “De Cruzada” e poesia “Voluntários do Martírio”) e Grupo Rock Xote.

***************Reportagem: site Unicentro.br, com edição e adição