Banda guarapuavana Hard Rockers lança clipe do single ‘Still Beat Strong’

Em entrevista ao CORREIO, o guitarrista da banda, Osvaldo Tavares, explica o processo de criação do projeto musical Hard Rockers. A banda, que tem cinco singles lançados na plataforma de streaming Spotify, investe agora na produção audiovisual

O Hard Rockers, projeto musical idealizado pelo publicitário Osvaldo Tavares e o produtor musical Ale Panda, lançou o primeiro clipe da banda com o single “Still Beat Strong”. Com direção de Clério Back e João Gustavo, o clipe gravado em uma fábrica de turbinas fortalece a cena do rock guarapuavano.

Osvaldo é carioca e chegou a Guarapuava 30 anos atrás para trabalhar como publicitário no jornal Esquema Oeste. Um ano depois, saiu do meio desse veículo de comunicação para fundar a sua própria agência, a Pulsar Propaganda.

Em 2011, o publicitário idealizou mais um projeto, o Hard Rockers, que busca se inspirar no rock dos anos de 1980 que, segundo ele, deixou de ser produzido atualmente. Para o seu grupo musical, Osvaldo diz que trabalha com o conceito de Adult Oriented Rock (AOR), ou em português, rock direcionado para adultos. Musicalmente, a sigla busca uma fusão entre rock, hard e progressivo.

“Buscamos falar das coisas do cotidiano, do dia a dia. Se pegar a letra do ‘Tomorrow May Never Come’, a música diz que o amanhã pode não chegar, então a letra traz a ideia de viver o hoje, com vontade e com o coração. A música do clipe, ‘Still Beat Strong’, já traz a ideia de manter os sonhos, com o coração batendo forte por aquilo que você deseja”, conta Osvaldo.

Publicitário e músico, Osvaldo Tavares é o idealizador do projeto Hard Rockers (Foto: João Gustavo)

CLIPE
O clipe de “Still Beat Strong” foi feito em uma indústria de turbinas. Osvaldo conta que após visitar o local, que é de um cliente da sua agência, imediatamente pensou que seria um lugar ideal para a realização da produção.

“Conversei com eles e me disseram que quando eu quisesse estaria à disposição. Depois nós ficamos à espera de alguns parceiros e acabou que deu certo de fazer. Foi possível com a direção do Clério Back e do João Gustavo”, explica Osvaldo.

Para este clipe, a banda contou com a formação de Ale Panda no vocal; Gabriel Pires na bateria; Raphael Pires no baixo; e Osvaldo Tavares na guitarra e teclado.

Além de ser o vocalista da banda, Ale Panda ajudou a compor a música, ainda realizou a gravação, mixagem e masterização.

A banda, que tem cinco singles lançados nas principais plataformas de streaming (Spotify, Apple Music, YouTube, Deezer…), investe agora na produção audiovisual. “Still Beat Strong” tem duas semanas de lançamento e alcançou, até este momento, mais de 700 visualizações, segundo o idealizador do Hard Rockers, o lançamento de clipes acaba tendo um alcance maior.

“Se você enviar o link da música, apenas com o áudio, é capaz de a pessoa escutar somente uns dez segundos e passar para a próxima. O vídeo é capaz de trazer uma atração maior”, esclarece Osvaldo.

HISTÓRIA
A banda que tem mais de dez anos de estrada começou com outra formação do que a apresentada no clipe.

O carioca Osvaldo Tavares conta que viu Ale Panda tocando em um show com a banda SatisFire e percebeu que ele cantava com backing vocals bem altos, característico da linha de rock com um instrumental mais agressivo.

Além do Ale Panda ter a técnica vocal para realizar este projeto musical, ele havia montado seu estúdio em 2006, o que propiciou para que os dois experimentassem produzir algumas músicas nesta parceria que dura até hoje.

A dupla começou a produzir algumas composições inspiradas em bandas como Whitesnake, Scorpions, AC/DC, Journey, Bon Jovi e Iron Maiden. Buscando, como citado anteriormente, o conceito de AOR.

O projeto, que estava restrito apenas aos estúdios, fez uma apresentação no festival Rock City, na edição do ano de 2013, realizado no Guaíra Country Club. O evento foi organizado pelo irmão do Ale, o Leandro Kuster. Nesta ocasião, a formação foi com o Ale Panda no vocal, Osvaldo e Estevão Zeni na guitarra, Tiago Mosh no baixo e Mateus Schran na bateria.

Em outro momento, a banda fez uma apresentação no London Pub. Desta vez, Mateus saiu e deu lugar ao Leandro Kuster, fazendo apresentação de músicas autorais e covers.

Contudo, em 2019, a formação se desfez e todos os integrantes, com exceção de Osvaldo e Ale Panda, saíram da banda. Com o intuito de continuar tocando covers e músicas autorais, os irmãos Gabriel Pires na bateria e Raphael Pires no baixo, entraram para criar a nova e atual formação do Hard Rockers.

Osvaldo, que criava em média uma música por mês, conta que, em dado momento, teve uma infelicidade que o desanimou de continuar compondo.

“Eu fazia uma música por mês, ou às vezes quando vinha algumas ideias. Eu tinha umas 50 músicas, mas eu acabei perdendo o meu HD. Aí eu comecei a compor novamente agora”, conta Osvaldo. Desta vez, junto com todos os integrantes da banda.

Banda Hard Rockers (Foto: João Gustavo)

FUTURO

De acordo com Osvaldo, o grupo já tem cinco singles produzidos e lançados nas principais plataformas. O próximo passo é o lançamento do novo clipe ‘Tomorrow May Never Come’, também dirigido pela dupla Clério Back e João Gustavo.

Em seguida, a banda traz mais novidades. Como por exemplo, o lançamento até o final do ano de cinco vídeos em formato collab, ou seja, os músicos gravam separados em suas casas e editam os vídeos trazendo uma estética mais “caseira”. Além disso, mais cinco músicas novas estão em processo de finalização e serão lançadas no início de 2022. O plano, segundo ele, é lançar aos poucos cada faixa: “o formato de álbum não funciona mais hoje, né?”, acrescenta o músico.

Além das cinco faixas, mais um clipe está no forno. “Tomorrow May Never Come” foi gravado no mesmo dia do “Still Beat Strong” e está em processo de edição, sem data definida para o lançamento.

SHOW

Pra quem quiser conferir o Hard Rockers ao vivo, o próximo show será no dia 26 de setembro (um domingo), London Pub, a partir de 18h, com algumas músicas autorais e um set list repleto de covers de Hard Rock.

*****************Reportagem: Carlitos Marinho, especial para CORREIO