Movimentação geral de cargas cresce 13% em julho nos portos do Paraná

Os terminais de Paranaguá e Antonina carregaram e descarregaram 5.783.348 toneladas em produtos em julho deste ano, volume 13% maior que no mesmo mês de 2020. A alta foi observada tanto na importação quanto na exportação mensal, com aumento também na movimentação do Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP)

Os portos paranaenses tiveram mais um mês de destaque na movimentação geral de cargas. Em julho deste ano, os terminais de Paranaguá e Antonina carregaram e descarregaram 5.783.348 toneladas em produtos. O volume é 13% maior que o registrado nos mesmos 31 dias de 2020, com 5.118.798 toneladas.

A alta foi observada tanto na importação quanto na exportação mensal, explica o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia. Em julho, as exportações somam 3.553.905 toneladas – 7% a mais que as 3.330.290 toneladas registradas no mesmo mês, em 2020.

“Nesse sentido do comércio, destaque para as altas registradas no embarque da soja, do açúcar, dos óleos vegetais, da carga geral, em especial dos contêineres, e da celulose”, destaca Garcia.

As importações do último mês totalizaram 2.229.443 toneladas, volume 24,7% maior que as 1.788.508 toneladas importadas em julho do ano passado. “Entre as importações, tivemos alta nos fertilizantes, carga geral, principalmente contêineres, trigo, malte e cevada. O volume de óleo vegetal importado também fez subir essa alta”, complementa.​

CONTÊINERES

Nos 31 dias de julho, foram movimentados 45.582 contêineres (unidades de 20 e 40 pés) pelo Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP). A quantidade é quase 5,5% maior que as 43.224 unidades carregadas e descarregadas em 2020, no mesmo mês.

Sentido exportação, em julho deste ano foram 22.724 unidades de contêineres embarcados, quase 7,9% a mais que as 21.063 unidades no mesmo período do ano passado. Importadas, foram 22.858 unidades de contêineres no mês passado, enquanto em julho de 2020 on total foi de 22.161 unidades.

ANTONINA

No Porto de Antonina, o terminal privado (TPPF) movimentou 209.778 toneladas de cargas no último mês de julho. O volume registrado neste ano é 130% maior que as 91.147 toneladas de cargas movimentadas nos mesmos 31 dias do ano passado.

A exportação de farelo de soja não transgênico pelo terminal registrou alta de cerca de 7%, comparando às 22.242 toneladas embarcadas em julho deste ano com as 20.734 toneladas no mesmo mês do ano passado.

Não houve embarque de açúcar para exportação em julho em Antonina. Porém, foi registrado o embarque de 17.741 toneladas de gêneros alimentícios diversos, como farinhas, arroz e feijão, com destino à Venezuela.

Na importação, o volume de fertilizantes desembarcado no mês na TPPF registrou alta de 264%. Foram 137.748 toneladas neste ano, contra 37.843 em julho de 2020.

Além dos adubos, foram importadas pelo Porto de Antonina, no último mês, 16.892 toneladas de sal e outras 15.154 toneladas de trigo, produtos que não passaram pelo terminal no mesmo período do ano passado.