Mais de 1,6 mil produtores de Guarapuava podem perder CAD/Pro por pendências

Em entrevista ao CORREIO, o diretor do departamento da Nota do Produtor da Prefeitura de Guarapuava, Ueudes Mota, informa que há casos de inadimplência de devolução de notas e atualização de cadastro

Um grupo de mais de 1,6 mil agricultores de Guarapuava podem perder o Cadastro de Produtores Rurais (CAD/Pro) por inadimplência na devolução de notas fiscais e atualização do cadastro, segundo a pasta de Finanças da Prefeitura. 

Em entrevista ao CORREIO, o diretor do departamento da Nota do Produtor, Ueudes Mota, o CAD/Pro é um cadastro do produtor feito antes do início de suas atividades. Engloba pessoas físicas que se dedicam à agropecuária e que pretendem “realizar operações relativas à circulação de mercadorias”. 

“A Nota Fiscal de Produtor Rural é um documento fiscal de emissão obrigatória pelo produtor rural para a venda de produtos produzidos na sua propriedade”, explica Mota.

Em caso de cancelamento, Ueudes alerta que o agricultor ficará impossibilitado de emitir notas fiscais, de adquirir insumos através do CAD/Pro e ainda terá de pagar uma multa de R$ 106 por cada nota não entregue. 

“Para regularizar, ele deverá se dirigir ao departamento de Nota Fiscal de Produtor Rural, que fica anexo à Rodoviária, acompanhado das notas pendentes, documentos pessoais e documentos da área”, pontua o diretor, acrescentando que cerca de 6 mil agricultores possuem o cadastro na “terra do lobo bravo”.