Secretaria de saúde oferece tratamento ao tabagismo de forma gratuita

O Programa Nacional de Controle ao Tabagismo (PNCT) promove orientações e a distribuição de medicamentos e adesivos de nicotina para quem deseja parar de fumar

O Programa Nacional de Controle ao Tabagismo (PNCT) é oferecido pela Secretaria Municipal de Saúde e promove orientações e a distribuição de medicamentos e adesivos de nicotina para quem deseja parar de fumar. De acordo com Rafaela, o trabalho vai muito além de oferecer a medicação. “O vício da nicotina é apenas um dos fatores no tabagismo, a grande maioria dos fumantes cria um hábito, uma rotina em torno do cigarro, resultando em níveis mais profundos de dependência. Então, todos os esforços são para ajudar a mudar esses paradigmas”, complementa. 

Articulado pelo Ministério da Saúde através do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), o PNCT é o principal projeto dentro do combate à epidemia do tabagismo e atua gratuitamente em todo país.

Rosilda participa semanalmente dos encontros do PNCT no Serviço de Assistência Especializada (SAE). Este é o primeiro mês que ela fica sem fumar e comemora a mudança de hábito e os benefícios alcançados ao largar o vício. “Já era algo fixo na minha rotina sabe, eu almoçava e ia fumar, tomava café e fumava, então era algo automático, sabe. Estou na quarta semana desse acompanhamento e comparado com o início, eu me sinto outra pessoa. Se livrar daquele cheiro de cigarro, se sentir cheirosa de novo, é a melhor coisa do mundo”, declarou Rosilda Rodrigues da Rocha, participante do PNCT.  

Primeiro, ela passou por uma avaliação para identificar as condições de saúde e o grau de dependência. Agora, ela é acompanhada por uma equipe multiprofissional que, em cada encontro, aborda um dos fatores da dependência. As reuniões do programa ocorrem todas as terças e quintas-feiras.  

A equipe é composta por psicólogos, nutricionistas e dentistas, que acabam sendo parte fundamental no acompanhamento dos dependentes.  

“Muitos deles acabam desenvolvendo uma dependência psicológica pelo cigarro, isso deixa tudo mais difícil. O acompanhamento precisa ser mais complexo do que só resolver o vício da nicotina. Além dessa dependência, o fumo constante acaba trazendo muitos impactos negativos na saúde da pessoa”, esclareceu a responsável pelo PNCT em Guarapuava, Rafaela Silvestri de Andrade.

COMO PARTICIPAR

Para entrar no programa, basta buscar orientação em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) próxima da residência. Há possibilidade de entrar em contato pelo WhatsApp: (42) 98885-0561.

Os encontros são todos realizados no (SAE), localizado na rua Presidente Getúlio Vargas, 1981, no Centro de Guarapuava.

*********Informações da Secreteria de Comunicação.