Moradores do Colibri trocam materiais recicláveis por alimentos em mais uma edição da Feira Solidária

Além de beneficiar as famílias que recebem os alimentos, os operadores ecológicos e o meio ambiente, esse projeto também ajuda os agricultores familiares que fornecem os produtos para troca. São aproximadamente 14 variedades de produtos frescos e de panificação

Imagine trocar todo material reciclável por alimentos fresquinhos? É essa a ideia da Feira Solidária que acontece em Guarapuava. O projeto, da Secretaria de Agricultura em parceria com o Meio Ambiente, Assistência e Desenvolvimento Social e Carmug, retomou no bairro Colibri, na tarde desta sexta-feira (14 janeiro), com a troca de 8.500 kg de materiais recicláveis por 1.700 quilos de alimentos.

“Receber esses alimentos me ajuda muito em casa, eu fiz a última troca do reciclável em dezembro e estava contando os dias para vir trocar novamente. Eu tenho quatro filhos e mesmo com o trabalho, a gente consegue tirar o sustento em partes, né? A comida sempre fica mais difícil, as vezes falta, então essas verduras, esse feijão e principalmente o pão que estamos levando hoje, complementam a nossa alimentação”, contou Márcia do Bélem, de 38 anos, que participa de todas as edições da feira.

Assim como ela, a recicladora Maria de Fátima também não perde nenhuma feira. “Não recebo aposentadoria, para mim, é a melhor opção para conseguir esses alimentos”, disse.

Sem conseguir emprego, o seu João de Oliveira vê a Feria como uma oportunidade de complementar a alimentação da família, principalmente em meio a pandemia. “Fiquei sem trabalho durante a pandemia e o reciclável foi a forma que eu encontrei de sustentar minha família. Além de ajudar o meio ambiente da nossa cidade, consigo trocar tudo isso por alimentos fresquinhos”, destacou.

Além de beneficiar as famílias que recebem os alimentos, os operadores ecológicos e o meio ambiente, esse projeto também ajuda os agricultores familiares que fornecem os produtos para troca. São aproximadamente 14 variedades de produtos frescos e de panificação. Entre eles, feijão, pão, cenouras, cebolas, abóbora, mandioca, couve-flor, alface, repolho e diversos outros alimentos que vão para a mesa de dezenas de famílias.

SERVIÇO

As Feiras Solidárias são realizadas no Morar Melhor (bairro 2000), Jardim das Américas, Colibri, Guará, Vila Karen, Adão Kaminski, Boqueirão, Palmeirinha, Residencial 2000 (Bosque), São João, Vila Abigail (Colônia), Xarquinho e Colônia Vitória.