Vereadores aprovam R$ 200 mil para projetos de esportes

Trata-se da abertura de despesas no Plano Plurianual de 2018 a 2021, na Lei de Diretrizes Orçamentárias nº 3114/2020 e na Lei Orçamentária Anual nº 3162/2020, através de créditos adicionais suplementares

O projeto de lei n° 16/2021, de autoria do Poder Executivo, foi aprovado na sessão desta terça-feira (10 de agosto) da Câmara de Vereadores de Guarapuava. A proposta direciona R$ 200 mil para a Secretaria Municipal de Esportes.

Trata-se da abertura de despesas no Plano Plurianual de 2018 a 2021, na Lei de Diretrizes Orçamentárias nº 3114/2020 e na Lei Orçamentária Anual nº 3162/2020, através de créditos adicionais suplementares.

De acordo com a proposição, a aprovação possibilitará conceder apoio às entidades que se habilitaram no processo de seleção de projetos e que atendem a finalidade e interesse público. “O esporte é um dos mais importantes fenômenos socioculturais em virtude de diversos fatores, como por exemplo o crescente número de praticantes das mais diversas modalidades ocupando um espaço cada vez maior na mídia, além de movimentar cada vez mais recursos, tendo influência, inclusive, sobre esferas importantes da sociedade como saúde, educação, turismo e lazer”, menciona a justificativa.

MODALIDADES
O projeto destaca que as inscrições contemplam modalidades esportivas e recreativas como rugby, bolão e bocha, capoeira, voleibol masculino e feminino, basquetebol masculino e feminino, futebol, judô, taekwondo, futsal masculino e feminino, basquetebol em cadeira de rodas, tênis de mesa, tiro esportivo, orientação e atividades recreativas. Além de formação de equipes para representar o município de Guarapuava em jogos oficiais do Estado do Paraná.

Para os vereadores, é um importante incentivo à prática de esportes e à qualidade de vida.

IML
Também na sessão desta terça estiveram presentes o perito oficial do IML de Guarapuava Rafael Augusto Siqueira, o agente auxiliar de perícia oficial Obadias de Souza Lima Junior e o auxiliar administrativo Joldacir Raimundo.

A convite da Câmara, através de um Requerimento de autoria do Vereador Wilson Anciuti aprovado pelo plenário, eles explanaram sobre as funções e atribuições do órgão, bem como a respeito do trabalho e da estrutura do Instituto Médico Legal de Guarapuava. Uma das principais condições atuais é a falta de recursos humanos.