Ministro Marcelo Queiroga visitou Pitanga nesta sexta-feira

Para o prefeito de Pitanga, Maicol Callegari Barbosa, a visita do ministro a Pitanga é fundamental para que a obra do Hospital Regional possa ser retomada o mais rapidamente possível

O Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, realizou uma visita ao município de Pitanga nesta sexta-feira (26). Ele esteve acompanhado do deputado federal Ricardo Barros, Nestor W. Jr., representando a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), e representantes da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A visita foi realizada na obra do Hospital Regional de Pitanga, onde, neste momento, a construção está paralisada, pois depende de um realinhamento de preços, já que os valores dos materiais de construção tiveram um aumento significativo, em função da pandemia da Covid-19.

Além do Prefeito Maicol Callegari Barbosa, também estiveram presentes secretários municipais, vereadores e prefeitos da região.

O ministro Marcelo Queiroga também fez uma rápida visita ao Hospital São Vicente de Paulo, onde conheceu as instalações e conversou com responsáveis pela administração e irmandade que cuida da gestão da instituição.

Para o prefeito Maicol Barbosa, a visita do ministro a Pitanga é fundamental para que essa obra possa ser retomada o mais rapidamente possível. Ele destaca que a parte documental já está protocolada.

“Essa visita demonstra o compromisso do governo Bolsonaro, do ministro Queiroga e do deputado federal Ricardo Barros com a saúde da população. Esse é um ato de salvar vidas e temos, com essa visita, a confiança que a obra vai ser retomada e entregue à população”, pontua o prefeito de Pitanga.

O ministro afirmou que a população de Pitanga pode ficar confiante na retomada da obra do Hospital Regional.

“Naturalmente é necessário que a área técnica possa realinhar as adequações necessárias para o financiamento, mas o que não pode é uma obra dessa ficar parada e isso, em parte, é consequência da pandemia que elevou os custos do material de construção, mas estão sendo feito os ajustes para que a obra possa ser retomada no mais curto espaço de tempo possível”, afirmou o ministro Marcelo Queiroga.

Foto: Assessoria

HOSPITAL REGIONAL

Estão previstos mais de 8 mil metros quadrados de área construída para abrigar mais de 100 leitos de alta complexidade, incluindo leitos de UTI neonatal e adulta.

Um projeto que visa aumentar a qualidade de vida da população da região Central do Paraná, além de diminuir distâncias para tratamentos de alta complexidade, facilitando assim o acesso à uma saúde de qualidade para todos.