Em campeonato inusitado, Estádio dos Pássaros é protagonista improvável

Com rodadas “fatiadas”, competição da 1ª Divisão enfrenta impedimentos para ser realizada em várias regiões do Estado. Mas, em Arapongas (região Norte), o velho José Chiappin se tornou casa para equipes de outras cidades, caso de Maringá FC, Londrina EC e Coritiba FC, até o momento

Sem um time profissional desde 2020, quando seu clube mais famoso ficou de fora da 2ª Divisão, a cidade de Arapongas parecia fadada a ficar sem jogos oficiais no Estádio Mun. José Chiappin, que é mais conhecido como Estádio dos Pássaros.

Apenas parecia. Em uma edição inusitada do Paranaense 2021, esse município da Região Metropolitana de Londrina (RML) se tornou um protagonista improvável desse início irregular da 1ª fase. Por conta de rígidos decretos municipais em face da pandemia, as rodadas têm sido “fatiadas” e espalhadas pelas regiões do Estado que ainda podem receber jogos.

É o caso da Cidade dos Pássaros que, por força das atuais circunstâncias, se tornou porto seguro para as equipes que precisam valer seu mando de campo. Mesmo que seja fora de seus domínios.

Segundo levantamento do CORREIO, até o momento o velho Estádio Mun. José Chiappin, que foi inaugurado nos anos de 1980, foi palco de três jogos: Londrina EC 1 x 1 Maringá FC, dia 11 de março, pela 1ª rodada; Maringá FC 0 x 1 Coritiba FC, dia 23 de março, pela 2ª rodada; e Londrina EC 1 x 1 Azuriz Pato Branco, dia 17 de março, 3ª rodada.

Mas tem ainda mais dois confrontos agendados: Coritiba FC x Cascavel CR, marcado para este sábado (27 de março), às 16h, ainda pela 1ª rodada; e Maringá FC x Rio Branco SC, no domingo (28 de março), às 16h, pela 4ª rodada.

Além de Arapongas, somente Toledo, com seu Estádio Mun. 14 de Dezembro, sediou até aqui três partidas: FC Cascavel 1 x 0 Paraná Clube, Toledo EC 0 x 1 Rio Branco SC e Toledo EC 0 x 2 Paraná Clube.

Em seguida, vem Cianorte. O Estádio Mun. Albino Turbay foi palco para dois embates: Cianorte FC 1 x 0 Athletico Paranaense e Cianorte FC 2 x 0 Cascavel CR.

Já os municípios de Ponta Grossa (Operário 1 x 1 Azuriz Pato Branco, no Germano Krüger), Pato Branco (Azuriz Pato Branco 0 x 1 FC Cascavel, no estádio Os Pioneiros), Cascavel (Cascavel CR 0 x 1 Toledo, no Arnaldo Busatto) e Londrina (Londrina 3 x 3 Cianorte FC, no Café) receberam apenas uma partida cada.

Construção do Estádio dos Pássaros data dos anos de 1980 (Foto: Prefeitura de Arapongas)

E detalhe: todas essas praças são de municípios onde seus clubes estão disputando a 1ª Divisão. Por sua vez, Arapongas está há muito tempo fora da elite profissional. Em 2019, o tradicional Arapongas Esporte Clube mandou seus compromissos no Estádio dos Pássaros pelo Campeonato Paranaense da 3ª Divisão. Inclusive, uma das partidas da grande final contra o Andraus Brasil foi nessa arena.

Porém, no ano seguinte, o Arapongas deixou de realizar inscrição para participação na 2ª Divisão. Com isso, a Federação Paranaense de Futebol (FPF), conforme Ato da Presidência nº 03/2020 (de 31/01/2020), rebaixou o clube para a 3ª Divisão da temporada 2021. Em suma, a equipe araponguense não jogou oficialmente no ano passado, deixando o Estádio dos Pássaros praticamente sem partidas pelo Paranaense.

Vale lembrar que pode acontecer de algum time de outra cidade ter utilizado esporadicamente essa arena em 2020. Mas, em consulta às tabelas da FPF, isso não ocorreu nem na Segundona e tampouco na Terceirona da temporada passada.

HISTÓRIA
Segundo os sites Templos do Futebol e Viaje Paraná, o Estádio Mun. José Chiappin foi construído em 1982 e tem capacidade para 10 mil pessoas. Em tempos de pandemia, o palco tem sido utilizado no Paranaense 2021 em partidas sem público.

No Paranaense de 2016, o Londrina teve mando de campo em Arapongas. Segundo o jornal Folha de Londrina, o gramado do Café passava por reforma e o VGD não estava liberado para jogos oficiais. E o Grêmio Esportivo Araponguense também faria uso do Estádio dos Pássaros nessa ocasião, conforme notícia do site da Prefeitura de Arapongas.