Exemplo nacional no setor, Tecpar fortalece certificação de produtos orgânicos industrializados

A lista de produtos orgânicos processados que já receberam o Selo Tecpar Certificação é bastante diversificada e abrange clientes de todo o Brasil. Entre os itens certificados estão chás, sucos, sopas prontas, arroz, aveia em flocos, cacau em pó, farinhas, cogumelos, temperos, pães, vinagres, carne bovina resfriada, entre outros

O Tecpar Certificação, divisão de certificação do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), é referência no atendimento de empreendedores que buscam por certificação de produtos orgânicos processados, mercado que tem apresentado grande crescimento nos últimos anos. De acordo com a legislação brasileira, é considerado um produto orgânico, in natura ou processado, aquele que passa por um processo de produção 100% sustentável e que não prejudica o ecossistema local.

A lista de produtos orgânicos processados que já receberam o Selo Tecpar Certificação é bastante diversificada e abrange clientes de todo o Brasil. Entre os itens certificados estão chás, sucos, sopas prontas, arroz, aveia em flocos, cacau em pó, farinhas, cogumelos, temperos, pães, vinagres, carne bovina resfriada, entre outros.

Segundo o diretor-presidente do Tecpar, Jorge Callado, a demanda crescente por alimentação mais saudável tem estimulado a produção orgânica e, consequentemente, a certificação. Neste cenário, afirma ele, o Paraná se destaca ao oferecer a certificação de orgânicos por meio de uma empresa pública, nacionalmente reconhecida.

“Com o aumento de produção, consumo e procura por alimentos cultivados e processados de forma mais sustentável, a certificação é um diferencial que atesta a qualidade e procedência dos produtos. É uma segurança para o consumidor que busca pela qualidade nutritiva dos alimentos”, afirma Jorge Callado.

EXEMPLOS

Josiana Burcot, analista da Qualidade Total da Zanlorenzi Bebidas, localizada em Campo Largo, na Grande Curitiba, conta que a empresa decidiu realizar o processo de certificação após agregar o chá mate orgânico na sua linha de produtos saudáveis, em 2018.

“Optamos por fazer com o Tecpar porque é referência no processo de certificação, demonstrando muita responsabilidade e confiabilidade, e também porque é uma empresa do Paraná. O processo sempre foi feito com muita excelência, visando alcançar a conformidade em todas as exigências”, destaca Josiana.

Segundo ela, o número de pessoas que procuram estes produtos, preocupados com as questões ambientais e de saúde, está crescendo e por isso a empresa decidiu buscar a certificação orgânica, que é uma garantia para o consumidor.

“Quando o consumidor vê no rótulo que é um produto orgânico, se sente mais seguro porque está consumindo um produto atrelado com os seus conceitos. Isso é muito importante para provar a confiabilidade e o comprometimento da empresa”, afirma.

Em Campo Largo também está a Amare Kombucha, outra empresa paranaense certificada pelo Tecpar. A marca produz a kombucha orgânica, bebida fermentada natural.

Segundo o responsável técnico da empresa, Jayme Augusto Menegassi, a ideia é fornecer alimentos diferenciados e trabalhar com matéria-prima selecionada. Para ele, a certificação passa para os clientes a credibilidade que a matéria-prima é pré-selecionada e tem um controle de qualidade rígido, livre de produtos químicos indesejáveis.

“Em uma parceria com produtores orgânicos pensamos em produzir uma kombucha orgânica, daí a necessidade da certificação. Escolhemos o Tecpar, primeiro por ser paranaense, e, também, porque já conhecemos a seriedade da empresa em outras áreas”, afirma Menegassi, que também é engenheiro de alimentos.

VARIEDADE

Para Henrique Castan, fundador da Nutriens Alimentos Orgânicos, a certificação é mais do que ter um selo, mas uma questão da segurança, rastreabilidade e qualidade para os envolvidos no processo de produção e consumo. A empresa, com sede em Osasco (SP), oferece um serviço de assinatura semanal de cestas de frutas e verduras orgânicas produzidas por pequenos produtores e revendidas por pessoas da periferia. São mais de 600 pequenos produtores conectados à rede sustentável.

“Desde a fundação da Nutriens cremos que atuar com alimento é uma grande responsabilidade. Assim nada mais ético e coerente com nossos valores princípios do que ter a certificação. Neste sentido, o Tecpar é um parceiro fundamental para o sucesso e escalada da Nutriens”, afirma o empresário.

NORMAS

Para ser reconhecido como orgânico, um produto processado deve conter no mínimo 95% de ingredientes de origem na agricultura orgânica, devidamente identificados no rótulo. Além disso, os outros 5% de ingredientes não orgânicos não podem estar entre aqueles proibidos pelas regras da produção orgânica, como os transgênicos, por exemplo.

“A legislação apresenta uma série de limitações para a adição de aditivos e substâncias utilizadas como conservantes em alimentos orgânicos processados. O produto orgânico deve ser cultivado e processado de forma sustentável em todos as etapas da produção até o momento da comercialização”, explica Tânia Carvalho, gerente do Tecpar Certificação.

A presença do selo “Produto Orgânico Brasil” garante ao consumidor que, durante todas as etapas de produção e processamento do produto certificado, não foram utilizados agrotóxicos ou qualquer insumo químico sintético, nem foram identificadas práticas que comprometam a saúde humana, animal, das plantas e do solo.

EXPERIÊNCIA

O Tecpar Certificação é o primeiro organismo credenciado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA/Inmetro), no âmbito do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica. Mais informações sobre certificação de produtos podem ser obtidas no site do Tecpar: www.tecpar.br.