Centro de Artes Iracema Trinco Ribeiro destaca acervo municipal em nova exposição

Depois de quase um ano e meio fechado devido à pandemia, finalmente o “Iracema” pôde receber o público presencialmente na última sexta-feira (13), com a exposição “Resgate: Acervo Municipal de Arte”

Uma busca pela valorização de nossa cultura expressa em cores, peças artesanais e obras contemporâneas. O Centro de Artes Iracema Trinco Ribeiro reabriu as portas com um convite aos guarapuavanos: mergulhar na história e na arte do acervo municipal.

Depois de quase um ano e meio fechado devido à pandemia, finalmente o “Iracema” pôde receber o público presencialmente na última sexta-feira (13), com a exposição “Resgate: Acervo Municipal de Arte”, antes, visitada apenas de forma virtual desde março deste ano.

De acordo com o coordenador do Centro de Artes, Cristhian Lucas, o objetivo é democratizar a cultura com as exposições. “No cenário de Guarapuava, o Centro de Artes possibilita um contato direto com a arte, através de exposições, atividades recreativas e oficinas, além de ser o espaço responsável pela preservação do patrimônio artístico municipal. O ‘Iracema’ tem o potencial de despertar a curiosidade, estimular a reflexão e o debate, e promover transformações culturais”, afirma Cristhian.

O evento de reabertura ganhou mais brilho e emoção com a música de João Marcos Oliveira, Diógenes Felisbino e Luciano Klusczkowski, tendo como músico convidado Waldemir Junior, da Orquestra Municipal.

“É gratificante demais e muito prazeroso. Isso nos dá um ar de esperança. Lembrar do valor de tudo isso aqui (música e arte), lembrar que ele (o acervo) ainda existe. Eu acredito que não tem coisa melhor do que você se expressar através de algo bonito, como é a música e como são as artes”, relatou Waldemir.

ACERVO
As obras são de pintores locais, artesanatos e premiados trabalhos de arte contemporânea. A reabertura do Iracema Trinco Ribeiro, além de resgatar o hábito e o prazer dos apaixonados por arte e cultura, suspensos durante a pandemia, também é uma chance para quem nunca visitou uma exposição ter contato com a criatividade e a beleza das obras dos artistas guarapuavanos.

“Ter essa oportunidade, em meio a tudo isso, é incrível. Eu sempre tive vontade de ver, de frequentar, mesmo a pandemia atrasando isso, é tudo muito bonito”, contou Maria Eduarda.

A mostra segue as normas de prevenção ao coronavírus com número de visitantes reduzido.

(Foto: Secom)

GUIA VIRTUAL
Cada obra possui um QR Code fixado ao lado, no expositor. Ao fazer a leitura do código, o visitante tem acesso a informações, curiosidades e histórias que envolvem a criação dos trabalhos.

A exposição “Resgate: Acervo Municipal de Arte” continua em cartaz até 4 de outubro e a entrada é gratuita.

FUNCIONAMENTO
O Centro de Artes Iracema Trinco Ribeiro funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h; e, aos sábados, das 9h às 13h.