Aulas em Guarapuava voltam em 2 de agosto com modelo híbrido

A Secretaria de Educação e Cultura de Guarapuava realizou uma consulta pública para avaliar o retorno das atividades no modelo híbrido

A Secretaria de Educação de Cultura de Guarapuava está trabalhando nos preparativos para a volta às aulas na rede municipal, programada para 2 de agosto.

Antes, porém, foi realizada uma consulta pública, entre 15 e 20 de julho, para avaliar o retorno no modelo híbrido – ou seja, com aulas presenciais e remotas. Há um protocolo de segurança proposto para garantir a segurança de alunos, professores e funcionários.

De acordo com a Secretaria de Saúde, nas escolas municipais, 54,4% dos alunos retornam no dia 2 de agosto com aulas presenciais, no sistema híbrido, segundo decisão de pais e responsáveis; 45,6% seguem com aulas remotas.

No caso dos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs), 60,7% dos alunos voltam com aulas presenciais, também acompanhando a decisão de pais e responsáveis, e 39,3% permanecem de forma retoma.

“Os pais ou responsáveis dos alunos de CMEIs e escolas municipais ainda podem, no decorrer do ano, se assim desejarem, optar pelo sistema híbrido, ou até desistir se julgarem necessário, mantendo o aluno em casa, com aulas apenas pelo sistema remoto”, afirmou o prefeito Celso Góes. “Gostaria de lembrar mais uma vez que estaremos atentos. Nos preparamos para este momento e não hesitaremos em retroceder, se assim for necessário.”

Já o secretário de Educação e Cultura, Pablo Almeida, pontua que, se houver mudanças nos planos de pais e responsáveis, é preciso avisar das escolas com antecedência “para que se organizem com a logística que vai desde o cuidado do atendimento com as crianças com a distribuição dos alunos em sala de aula, até a programação com a merenda escolar”.

“Guarapuava terá todas as suas 43 escolas e 27 CMEIs preparados para atender os mais de 16 mil alunos matriculados na rede pública municipal com toda segurança”, afirmou o secretário.