Opinião

Você é uma pessoa assertiva?

'Assertividade nada mais é que a habilidade social, de defender seus direitos e expressar seus sentimentos, crenças, desejos, necessidades opiniões etc. De forma pontual, firme, honesta, apropriada sem violar os limites e direitos dos outros'
A psicóloga Fernanda Santos (Foto: Arquivo Pessoal/Fernanda Santos)

Desde que nascemos somos obrigados a conviver com outras pessoas e isso nem sempre é fácil, não é mesmo?

Conviver de forma equilibrada, comunicar-se de forma eficaz, ter bom senso em todos os âmbitos da nossa vida.

Relacionar-se com outros é uma necessidade permanente para o nosso bem estar físico e mental, porém muitas das vezes temos visões de mundo diferentes, opiniões contrárias, o que causa desconforto na convivência, ou até mesmo faz-nos calar diante de algo que não concordamos. Conviver de maneira harmoniosa é um desafio e uma das maiores dificuldades do ser humano.

Mas afinal o que é assertividade?

Assertividade nada mais é que a habilidade social, de defender seus direitos e expressar seus sentimentos, crenças, desejos, necessidades opiniões etc. De forma pontual, firme, honesta, apropriada sem violar os limites e direitos dos outros.

Há duas extremidades a da passividade e a da agressividade. Podemos dizer que a assertividade está no meio. Caminhando entre uma extremidade e outra conforme a necessidade e o contexto, mas, não atinge uma nem outra.

Uma pessoa passiva segue o que diz o outro, desconsidera as suas necessidades em detrimento às dos outros, sacrifica seus objetivos para manter as relações, quase sempre concorda com o grupo e tão pouco consegue expressar as suas opiniões contrárias, fazendo com que isso afete negativamente as suas relações, permitindo, assim, que os demais violem seus sentimentos, gerando sentimentos de frustração, desamparo, tristeza e imagem negativa de si mesmo.

Uma pessoa agressiva também tem suas relações influenciadas negativamente, pois, por vezes acabam por afastar os outros de si. É socialmente inapropriado, expressa seus sentimentos e opiniões de maneira inflexível, exagerada e rude. Desconsidera os desejos do outro, sente necessidade de dominação, quer vencer as discussões a qualquer custo, chegando até mesmo a violência física.

Uma pessoa Assertiva sente segurança para agir de forma afirmativa em todos os casos com o propósito de deixar as coisas resolvidas. Se expressa de forma honesta e franca, fala na primeira pessoa sem medo, diz “sim” e “não” de forma natural sem sentir-se culpado, conhece seus potenciais. Usa a empatia, coloca-se no lugar do outro, respeitando seus direitos e seu espaço, entendendo seu ponto de vista. Equilibra suas emoções e tom de voz ao confrontar opiniões contrárias ou falhas de outras pessoas. Não faz rodeio, é conciso e construtivo, descreve seus desejos ou opinião com precisão, mas, ao mesmo tempo compreende que nem sempre há acordo e que as pessoas não precisam sempre concordar com ela.

Como dissemos no início deste texto, somos seres relacionais, não é mesmo? E nesse caminho de aprendizado é natural os altos e baixos nas relações interpessoais.

A prática assertiva, porém, proporciona aos indivíduos relações pessoais mais gratificantes, maior realização pessoal, sucesso profissional e uma melhor qualidade de vida. Viver com assertividade é mover-se na direção do autoconhecimento, aprender a se defender sem atacar.

Não existe uma formula única para sermos assertivos, mas algumas dicas são válidas para que você possa começar a se relacionar melhor.

Assertividade pressupõe autoconhecimento, busque conhecer claramente seus desejos, direitos e limites, pense, descubra a melhor maneira antes de reagir, coloque-se no lugar do outro, seja flexível, permita-se ouvir opiniões contrárias e reflita sobre elas. Aprenda a lidar com pessoas submissas sem ser agressivo e com pessoas agressivas sem ser submisso, compartilhe ideias, una forças. Desenvolva autoestima e autoconfiança, tenha uma visão real de si e procure ter uma visão justa das pessoas.

 

******Fernanda Santos é psicóloga. Contato por e-mail ([email protected]) ou telefone - (42) 9.9924-7737 e (42) 3623-1554