Guarapuava, 20 de agosto de 2019
Cotidiano

Osmar Ambrósio de Souza ocupa atualmente a principal cadeira da instituição, mas esteve como vice-reitor nos últimos sete anos. E a Unicentro está em meio ao processo de escolha do novo reitor/vice-reitor e diretores/vice-diretores dos três campi

-

Por opção própria, o atual reitor da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), Osmar Ambrósio de Souza, decidiu não concorrer a cargos nas eleições deste ano na instituição.

“Devo não assumir cargo nenhum e voltar a ser professor”, diz Souza, em entrevista ao CORREIO. Ele conta que ficou sete anos no cargo de vice-reitor (na administração de Aldo Nelson Bona) e, em 2019, cumpre o mandato de reitor.

No primeiro semestre deste ano, Bona abdicou do cargo para assumir a Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior no governo Carlos Massa Ratinho Junior. Desse modo, Souza assumiu o cargo de reitor, tendo Vitor Hugo Zanette (ex-reitor) no cargo de vice.

Portanto, o atual ocupante da principal cadeira da Unicentro acompanhará o pleito de 2019, que está no meio de um processo de escolha dos novos dirigentes da universidade: reitor/vice-reitor e diretor/vice-diretor dos três campi (Santa Cruz, Cedeteg e Irati).

Pela segunda eleição seguida, a instituição tem bate-chapa a reitor. De um lado, está a proposta “Dialogar, Construir e Agir”, com Fábio Hernandes (atual diretor do campus Cedeteg) e Ademir Juracy Fanfa Ribas (diretor do campus Santa Cruz). Do outro, “Unicentro Viva”, composta pelos nomes de Carlos Alberto Ferreira Gomes (ex-reitor da instituição) e Mariléia Gartner (professora do Departamento de Letras de Irati). SAIBA MAIS AQUI.

FORÇAS

Na avaliação de Souza, a chapa “Dialogar, Construir e Agir” representa a situação enquanto força política, pois é formada por dois diretores que estão alinhados ao grupo que comanda atualmente a Unicentro. E, na direção contrária, dois candidatos que não participaram da administração nos anos recentes.

De maneira geral, o reitor acredita que tanto uma proposta quanto a outra apresentam nomes de “boa índole, com propósito forte em benefício da universidade, preocupados com a inserção da Unicentro na sociedade”. “Eu penso que nós temos pessoas interessadas em administrar a universidade para fazer o bem da universidade e para a sociedade”, destaca Souza.

Devo não assumir cargo nenhum e voltar a ser professor

CAMPANHA

Segundo o edital 001/2019 da Comissão Eleitoral (Coel), as eleições para escolha dos novos nomes da Reitoria e das direções dos campi (Santa Cruz, Cedeteg e Irati) serão no próximo dia 19 de setembro.

No entanto, segundo Osmar Ambrósio de Souza, a campanha eleitoral inicia nesta quarta-feira (14). Para ele, será um período importante de crescimento institucional, em que os candidatos vão conhecer os anseios e demandas da comunidade acadêmica. “Acredito eu que teremos um debate muito produtivo”.

O mandato será de quatro anos para aqueles que tiverem seus nomes confirmados nas urnas.

Veja Também