Guarapuava, 22 de setembro de 2019
Região

Foi realizada ação em União da Vitória para verificar o recolhimento do IPVA e o transporte de mercadorias sem documentação correta. De 821 veículos verificados, 93 estavam irregulares

-

A Delegacia da Receita Estadual em Guarapuava está intensificando as operações de fiscalização e, nesta semana, realizou ação em conjunto com a Polícia Militar em União da Vitória para verificar o recolhimento do Imposto sobre Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) e o transporte de mercadorias sem documentação correta.

No balanço da operação do imposto, foram verificados 821 veículos; destes, 93 estavam irregulares, o que significa R$ 90.700,00 em impostos não recolhidos. E 32 deles tinham impostos atrasados de dois ou mais exercícios. No primeiro dia, foram lavrados também quatro autos no valor aproximado de R$10 mil pelo transporte ilegal de mercadorias. Durante a semana, novas operações serão feitas em Irati, Prudentópolis e São Mateus do Sul.

PENDÊNCIAS

Os proprietários com dívida de IPVA apenas deste ano foram notificados para regularizar o débito em cinco dias. Já os donos de veículos com atrasos maiores foram intimados a regularizar as pendências de imediato, pois, segundo o artigo 131 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o veículo somente pode trafegar com o imposto, seguro obrigatório, taxa de licenciamento e eventuais multas pagas.

Para quitar esses débitos de exercícios anteriores, a Receita Estadual informa que eles podem ser parcelados via internet ou em uma agência da instituição. Metade do valor do IPVA recolhido pela população retorna ao município de emplacamento, contribuindo para que a administração municipal possa aplicar os recursos na melhoria da qualidade de serviços públicos prestados ao cidadão.

DOAÇÃO

Agências da Receita Estadual estão passando por atualização do parque de informática, com a aquisição de novos computadores. Por isso, os equipamentos substituídos que estão em bom estado e condições de uso são remanejados para outros órgãos/secretarias.

Em Guarapuava, a 5ª Delegacia da Receita entregou 10 computadores para o Núcleo Regional de Educação e, na última semana, foram entregues nove unidades para o Hemocentro de Guarapuava. O diretor-presidente do Hemocentro Regional de Guarapuava, Fernando José Guiné, destacou que para o pleno funcionamento do trabalho desenvolvido pelo Hemocentro é indispensável uma rede de computadores em plenas condições de uso. “Os “computadores são de extrema utilidade na unidade que atende uma região com aproximadamente 500 mil habitantes”, disse Guiné.

Veja Também