Guarapuava, 26 de janeiro de 2020
Cotidiano

A iniciativa realizada pela Energisa Sul-Sudeste atendeu 500 alunos e trocou mais de 800 lâmpadas de famílias cadastradas na Tarifa Social, que dá descontos entre 10% e 65% na conta de luz, dependendo da faixa de consumo

-

Com os objetivos de informar sobre o uso correto e seguro da eletricidade, oferecer oportunidades de cadastro para o benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE), realizar troca de lâmpadas e aproximar-se da população, a Energisa Sul-Sudeste promove o Projeto Nossa Energia, há cerca de quatro anos em toda sua área de concessão. Em 2019 as ações foram intensas, e a unidade móvel do projeto trouxe tudo isso para o município de Guarapuava.

“Fechamos 2019 com um resultado muito positivo desse projeto. Milhares de pessoas foram atendidas em toda nossa área de concessão. Em Guarapuava, por exemplo, 217 clientes foram cadastrados na TSEE e mais de 800 lâmpadas incandescentes ou fluorescentes foram substituídas por luminárias de LED para a população. As pessoas tiveram acesso a informações importantes que contribuirão para  que elas utilizem energia de forma eficiente, podendo economizar e assim diminuir o valor da sua conta de energia no final do mês”, explicou Thiago Peres de Oliveira, especialista em Eficiência Energética da Energisa Sul-Sudeste. 

EXPECTATIVAS

O Nossa Energisa faz parte do Programa de Eficiência Energética da distribuidora e segue as normas da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Em 2020, a iniciativa continuará a percorrer as cidades atendidas pela distribuidora. “O projeto será retomado a partir de fevereiro com os mesmos objetivos, levar conhecimento, diversão, cultura e alcançar o maior número de clientes com perfil para o cadastro na Tarifa Social”, destaca Thiago.

 

Apresentação teatral realizada nas escolas através do projeto Nossa Energia. (Foto: Assessoria Energisa)

TSEE

A TSEE é um benefício concedido para quem está com seus dados em dia no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo nacional, indígenas e quilombolas. 

Famílias inscritas no Cadastro Único com renda mensal de até três salários mínimos, que tenha portador de doença ou deficiência cujo tratamento necessite o uso continuado de aparelhos que demandem consumo de energia elétrica, ou ainda que receba o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social, também têm direito ao benefício

A Tarifa Social dá descontos entre 10% e 65% na conta de luz, dependendo da faixa de consumo. Para quem consome até 30 kWh/mês, o desconto é de 65%. Para a faixa de consumo de 31 a 100 kWh/mês, o desconto é de 40%. De 101 a 220 kWh/mês, o desconto é de 10%. Já quem consome mais de 220 kWh não tem direito ao desconto.

UNIDADE MÓVEL

O caminhão do projeto é climatizado e completamente adaptado para se transformar em uma espécie de laboratório, com aparelhos de alta tecnologia, e que mostram como utilizar a energia elétrica de forma correta.

A lateral do baú do veículo se expande e se transforma em uma sala de aula, com projetor multimídia, incluindo projeções interativas, jogos sobre geração de energia, consumo consciente, realização de experiências e se torna palco para apresentações teatrais.

“Levamos também conhecimento para 500 alunos das escolas municipais e estaduais por meio de 20 palestras, com atividades que envolveram o uso dos experimentos existentes no nosso caminhão e com apresentações teatrais”, destacou Thiago.

Veja Também