Agricultura

Produtores debatem lei do aprendiz no meio rural

Em entrevista após a reunião, ele disse que, no meio rural, aprendizes também têm atuado em serviços administrativos ou em controle de estoque
(Foto: Assessoria)

O Sindicato Rural de Guarapuava e a Organização Social Gerar promoveram na manhã desta quinta-feira, 10, no anfiteatro do sindicato, reunião para produtores rurais sobre o programa Aprendiz Legal. Na ocasião, o supervisor regional da Gerar em Guarapuava, Ronny Essert, apresentou as linhas gerais do Programa Aprendiz Legal e detalhou a entidade, que atua no Paraná e em Santa Catarina para viabilizar a colocação de aprendizes em empresas nos termos da legislação.

Sobre a Lei da Aprendizagem, observou que devem contratar aprendizes empresas de grande e médio porte que tenham a partir de sete funcionários. Em Guarapuava, completou, a Gerar conta atualmente com um cadastro de cerca de 1.800 jovens interessados no programa. Em entrevista após a reunião, ele disse que, no meio rural, aprendizes também têm atuado em serviços administrativos ou em controle de estoque.         

Participaram da reunião, o presidente do Sindicato Rural, Rodolpho Luiz Werneck Botelho, produtores rurais, além do supervisor do SENAR-PR para Guarapuava e região, Aparecido Grosse.

Mais detalhes sobre a Lei da Aprendizagem podem ser obtidos no site do Programa Aprendiz Legal.