Guarapuava, 26 de janeiro de 2020
Esporte

90 mil pessoas participaram de cursos e oficinas de esportes, hotéis e restaurantes lotados, muito show e diversão. Resultado consolida o projeto, como indutor do turismo e da economia por meio do esporte

-

Os Jogos de Aventura e Natureza encerram a primeira edição com um balanço positivo. Mais de 20 mil atletas participaram das competições, realizadas em 26 municípios de diversas regiões do Estado. Além disso, oficinas e cursos levaram esporte às comunidades e escolas locais atendendo mais de 90 mil pessoas.

“Começamos com o pé direito, foi um sucesso”, afirma o governador Carlos Massa Ratinho Junior, que concebeu o projeto. Ratinho Junior destaca que a iniciativa retrata a estratégia do Governo do Estado de, por meio do esporte, intensificar o turismo sustentável e movimentar a economia do Estado.

“Nesta primeira edição todas as etapas foram muito boas. Cumprimos o objetivo de mexer com as regiões do Estado onde o turismo têm foco importante mas é pouco explorado e prestigiado”, disse ele. Os Jogos aconteceram no Litoral, nos municípios lindeiros ao lago de Itaipu (Oeste) e na região de Angra Doce (Norte Pioneiro)

O governador ressalta que no Litoral, por exemplo, os Jogos de Aventura e Natureza multiplicaram as reservas de restaurantes e hotéis locais. “A ideia é trazer turistas fora da época de veraneio e movimentar a economia local, gerar emprego e renda durante o ano todo”, afirma. “O calendário dos Jogos já está implantado e para as próximas edições vamos ampliar as cidades beneficiadas”

SHOWS E ESPETÁCULOS

Atletas e demais participantes dos Jogos lotaram hotéis e restaurantes das cidades que receberam a competição. Na abertura de todas as etapas, shows musicais e espetáculos culturais atraíram milhares de pessoas.

Iniciados em agosto e encerrados em novembro, no Litoral, os Jogos de Aventura e Natureza envolveram 30 modalidades esportivas diferentes das tradicionais, disputadas em locais com pouco fluxo turístico durante o período dos jogos.

"Os Jogos de Aventura e Natureza se consolidaram como indutores do turismo pelo esporte, da forma projetada pelo governador Ratinho Junior”, afirma o superintendente do Esporte do Paraná, Helio Wirbiski.

Ele enfatiza que as parcerias foram fundamentais para o sucesso da competição. “As federações viram a seriedade do projeto, aderiram e se envolveram na organização. Os atletas também entenderam que a inclusão por meio do incentivo à prática esportiva é muito importante para o estado.

E as regiões perceberam que o esporte pode ajudar as cidades a ficarem conhecidas e a desenvolver o turismo, especialmente na baixa temporada. O objetivo foi alcançado”, afirma.

PARA 2020

O êxito da competição chamou a atenção de várias cidades e estados. Helio Wirbiski salienta que a consolidação e o sucesso dos Jogos de Aventura e Natureza tornou o Paraná referência na organização e realização de uma competição nesses moldes.

“Fomos procurados por 39 municípios que querem ser sede das competições no ano que vem. Dois Estados se interessaram e entraram em contato para saber como tudo foi feito”, afirma.

Veja Também