Guarapuava, 20 de agosto de 2019
Cotidiano

As obras iniciaram há 20 dias e dão um novo ambiente para os moradores do bairro com construção de novas calçadas, serviços de pintura, restauração da capela e do parque infantil, iluminação e operação de tapa-buracos em toda a quadra e arquibancadas

-

“Eu e meu pai vamos poder jogar bola aqui de novo. Antes tinha muitos cacos de vidro, buracos e agora está ficando muito bonita a quadra”, elogiou o estudante de 14 anos, Victor Anteros, ao acompanhar a restauração da praça do bairro Recanto Feliz, com seu pai, Mauro Sérgio.

As obras iniciaram há 20 dias e dão um novo ambiente para os moradores do bairro com construção de novas calçadas, serviços de pintura, restauração da capela e do parque infantil, iluminação e operação de tapa-buracos em toda a quadra e arquibancadas. “O pedido da comunidade está sendo atendido. Este espaço vai possibilitar prática de esporte, lazer e o parquinho para a diversão das crianças. Recuperamos o que precisava e também melhoramos a estrutura com serviços que não tinham, como iluminação e calçadas”, destacou o encarregado de obras da Surg, Caio Ferreira.

A recuperação da praça está dividida em três etapas: limpeza, tapa-buracos e pintura. As obras são executadas pela Surg e estão em fase final. Morador do bairro há 38 anos, Carlos Veríssimo acompanhou de perto a revitalização e quer marcar esta etapa com o símbolo do Paraná. “Quando meus filhos eram crianças brincavam nesta pracinha. Agora eles cresceram, e outras crianças vão poder aproveitar. Quero ajudar a deixar a praça bonita e, se possível, plantar uma araucária nela quando as obras acabarem. Uma lembrança para o futuro”, afirmou o aposentado, de 66 anos.

Inserida em um espaço estratégico, a Praça Recanto Feliz fica próxima ao posto de saúde do bairro, à Escola Municipal Ruy Marques e à Associação de Moradores. Localização que ampliará o acesso e uso da população sobre o espaço. “Esperamos que todos cuidem da estrutura quando tudo estiver pronto para que famílias e crianças possam aproveitar para o lazer da comunidade”, afirmou a moradora, Nerielly de Rocco.

Veja Também