Guarapuava, 08 de dezembro de 2019
Cotidiano

Ações do Estado para atendimento à população de 60 anos ou mais são destacadas no Dia Internacional do Idoso. Fundo dos Direitos do Idoso se destaca neste cenário

-

Construção de condomínios para pessoas com mais de 60 anos, com diversos equipamentos públicos disponíveis; o fortalecimento de políticas públicas junto com os municípios e o apoio a instituições sociais, por meio do Fundo Estadual dos Direitos do Idoso (Fipar), estão entre as principais ações do Governo do Paraná voltadas para a população idosa paranaense. Nesta terça-feira (1º), é comemorado o Dia Internacional do Idoso.

Prestes a completar 10 anos, o Fundo dos Direitos do Idoso se destaca neste cenário. Com um montante de cerca de R$ 5 milhões para financiar projetos, o fundo é uma das principais fontes de ações do Departamento de Política para a Pessoa Idosa, da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho. O recurso é composto majoritariamente por doações deduzidas do Imposto de Renda de pessoas físicas e jurídicas.

O objetivo é ampliar o apoio de empresas a este mecanismo e também ao Fundo da Infância e Adolescência, explica o secretário da pasta, Ney Leprevost. “Estamos apresentando os fundos às empresas paranaenses e incentivando a doação, pois essas são políticas públicas prioritárias no atual governo”, diz.

Atualmente, o fundo financia 20 projetos voltados à pessoa idosa e 369 instituições de longa permanência. Também fortalece entidades e serviços sociais dos municípios, além de apoiar ações vinculadas à divulgação do Estatuto do Idoso, produção de cartilhas e documentos.

APOIO

O asilo São Vicente de Paulo, em Curitiba, é uma das instituições que recebe aporte financeiro do fundo. Segundo a supervisora de projetos da entidade, Daiana Sprada, o local tem cadastrado projetos para receber deduções do imposto de renda.

“Entre projetos cadastrados, temos um que todo fim de ano recebe um incentivo fiscal a partir de deduções de imposto de renda de pessoas jurídicas e físicas e nos ajudam a manter os trabalhos”, conta. O espaço tem capacidade para o atendimento de 150 idosas. Daiana cita, ainda, que está pronto um centro de convivência no bairro Santa Felicidade, com a proposta de atender a comunidade da região. A manutenção do local também será feita com recursos do Fundo Estadual do Idoso.

POPULAÇÃO

O Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes) projeta que o Paraná terá perto de 1,8 milhão de pessoas com 60 anos ou mais em 2020. O apoio a políticas públicas municipais é essencial para o atendimento dessa população.

Atualmente, 206 municípios recebem aporte financeiro do fundo. Os recursos variam de R$ 50 mil a R$ 140 mil para ações em assistência social e reformas em instituições de longa permanência. Outros nove municípios aguardam regularizações documentais para receberem esses benefícios eventuais.

Veja Também