Guarapuava, 22 de novembro de 2019
Política

Em seu segundo dia de agenda política em Guarapuava, Ratinho Junior deu o pontapé inicial para a abertura da Feira Agropecuária de Negócios (Agropec) na manhã desta quinta-feira (17), no Parque dos Exposições Lacerda Werneck

-

“O Paraná tem de ser um grande produtor de alimento, mas também um grande produtor de tecnologia para produzir esse alimento”. Com a defesa dessa ideia, o governador Carlos Massa Ratinho Junior visitou o Parque de Exposições Lacerda Werneck na manhã desta quinta-feira (17 outubro), em Guarapuava.

Era o segundo dia da agenda política do governador no maior município do terceiro planalto paranaense. Na quarta-feira (16), ele inaugurou a reforma do pronto-socorro do Hospital São Vicente e, em seguida, foi até o distrito de Entre Rios.

Já no Parque de Exposições, Ratinho Junior deu o início à primeira edição da Feira Agropecuária de Negócios (Agropec), evento que substitui por ora a tradicional Exposição-Feira Agropecuária e Industrial (Expogua).

Em sua fala, o governador comentou que o principal problema da humanidade nos próximos 30 anos será a falta de comida. Segundo ele, a estimativa é de que o mundo terá cerca de 10 bilhões de pessoas nas três décadas seguintes, com cerca de 2 bilhões de esfomeados.

Nesse cenário, o Paraná é um estado com vocação para produzir alimentos para todo o planeta, suprindo essa necessidade. “Ninguém produz tanto em quantidade e variedade por metro quadrado do mundo como produz o Paraná”.

O incentivo é criar uma indústria de transformação de alimentos, que gera renda, emprego e riqueza, ampliando a cadeia produtiva do Estado.

“Essa é a grande jogada que nós temos que construir e é isso que temos incentivado através do governo do Estado às nossas cooperativas e ao setor agroindustrial”, dando como exemplo a suinocultura, que pode ir além da exportação de porcos ao vender também o bacon para outros países.

Assim, o Paraná também pode ser um grande produtor de tecnologia. Aliás, Guarapuava recebeu nesta semana o certificado de Parque Tecnológico por meio da Cidade dos Lagos.

E Ratinho Junior avisou que, em dezembro, será feito o anúncio de investimento das cooperativas do Paraná: cerca de R$ 2 bilhões em novas plantas industriais.

Prefeito Cesar Filho reconheceu a ousadia da Sociedade Rural de Guarapuava (Foto: Douglas Kuspiosz/Correio)

AGROPEC

Em entrevista à imprensa, Ratinho Junior valorizou a mudança de perfil da antiga Expogua, que em 2019 passou a se chamar Agropec e iniciou oficialmente nesta quinta-feira (17) um formato dedicado à tecnologia.

“As feiras agropecuárias têm deixado cada vez mais de lado o entretenimento e buscado mais tecnologia. O que está acontecendo hoje em Guarapuava, a Agropec, é justamente isso: trazer mais tecnologia, mostrar maquinário de ponta, cursos para os estudantes de agronomia, veterinária, assim por diante, que é o que faz a nossa agricultura sempre esteja à frente de outras regiões do Brasil e até mesmo de outras regiões do mundo”.

Na mesma sintonia, o prefeito Cesar Silvestri Filho reconheceu a ousadia da Sociedade Rural de Guarapuava em ter tido a coragem de romper com a tradição das mais de 40 edições da Expogua. “Quem tem a oportunidade de percorrer as feiras de agronegócio Brasil afora percebe que essa é uma tendência em todo o país: cada dia mais, os eventos técnicos, que agregam conhecimento, trazem formação, são aqueles que têm atraído público e patrocinadores”, acrescentando que os eventos agropecuários com atrações artísticas estão perdendo força.

Veja Também