Guarapuava, 18 de setembro de 2019
#curta!

Em junho deste ano, o Instituto Dom Bosco de Guarapuava realizará sua tradicional festa junina na Vila Carli. A maior atração é o Festival de Música, que distribuirá mais de R$ 4 mil em prêmios

-

Se tem festa junina, claro que tem festival de música. Tem sido assim na Vila Carli, graças à iniciativa do Instituto Dom Bosco.

Nos últimos anos, essa instituição vem organizando o Festival de Música Dom Bosco, o FeMus. A competição musical é uma das atrações do tradicional Arraiá Dom Bosco, uma festa que já entrou no calendário municipal de Guarapuava.

“Todo ano, no segundo final de semana de junho nós temos o nosso arraiá. A atração principal é o FeMus Dom Bosco, que é o festival de música”, explica a diretora executiva do Instituto Dom Bosco, Emanuele Faria, em entrevista a este CORREIO.

Em 2019, a nona edição do festival está com inscrições abertas somente até esta sexta-feira (24 maio). A competição é dividida em duas categorias: Pop/Rock e Sertanejo/Gauchesca, que serão disputadas separadamente nos dias 7 e 8 de junho deste ano. Ou seja, elas não concorrem entre si.

“A pessoa pode se inscrever tanto em uma categoria quanto na outra. Mas também pode se inscrever apenas em uma”, diz Faria, acrescentando que não existe distinção entre autoria e interpretação, como é em outros festivais.

O que ocorre é que o candidato precisa informar, no ato da inscrição, se a música escolhida é autoral ou versão. Deste modo, a banda de apoio poderá se preparar para acompanhar o calouro no dia da apresentação. Inclusive, os participantes poderão levar seus instrumentos/equipamentos e parceiros musicais (no caso de uma banda, por exemplo).

A diretora executiva do Instituto Dom Bosco é bastante otimista e espera completar todas as vagas disponíveis no FeMus 2019 (Foto: Douglas Kuspiosz/Correio)

EXPECTATIVA

Em relação à quantidade de participantes, a diretora executiva é bastante otimista e espera completar todas as vagas disponíveis no FeMus 2019.

Segundo ela, no ano passado a média foi de 23 apresentações em uma sexta-feira e próximo de 30 concorrentes no sábado. Mas os resultados somente serão revelados no segundo dia de atividades. “Depois que terminam as apresentações do sábado, nós fazemos a entrega das premiações. E isso chega próximo da meia-noite”, destaca Faria.

Assim, por conta do horário apertado, as inscrições são limitadas. Inclusive, a ordem de apresentações é definida por meio de sorteio.

PREMIAÇÃO

Além de prestigiar o talento musical da região, o FeMus chama atenção pela premiação em dinheiro nas categorias.

O 1º lugar ganhará R$ 1.000; o 2º lugar, R$ 500; o 3º lugar R$ 350; o 4º lugar, R$ 200; e o 5º lugar, R$ 100. Neste ano, o festival distribuirá mais de R$ 4 mil em prêmios.

A competição é dividida em duas categorias: Pop/Rock e Sertanejo/Gauchesca, que serão disputadas separadamente nos dias 7 e 8 de junho  (Foto: Arquivo Pessoal/Inst. Dom Bosco)

COMUNIDADE

Nesse tempo de existência, o FeMus rompeu fronteiras e hoje pode ser classificado como um festival regional. Segundo Emanuele Faria, o evento já contou com calouros de cidades vizinhas a Guarapuava.

Mas, claro, a Vila Carli continua sendo um público importante do FeMus, uma vez que se trata do principal foco do trabalho social desenvolvido pelo Dom Bosco. “Mas também a gente atende Guarapuava inteira: os bairros dos adolescentes do Jardim das Américas, Residencial 2000, Jordão, Morro Alto. Temos atendido um público além do nosso espaço territorial”, diz a diretora executiva.

Ela frisa que o evento conta com a participação de todo esse público. No ano passado, a festa atingiu 1,5 mil pessoas ao longo de dois dias.

SERVIÇO

As inscrições para o 9º FeMus Dom Bosco podem ser feitas na secretaria da instituição até esta sexta-feira (24 maio), ao custo de R$ 50.

Para mais informações, é possível acessar o regulamento na página oficial do Dom Bosco no Facebook (CLIQUE AQUI).

O Instituto Dom Bosco fica localizado na rua Padre Caetano Vendrami, 303, na Vila Carli, em Guarapuava (PR).

Veja Também