Guarapuava, 25 de agosto de 2019
Política

A mudança ocorre devido à iminência da incorporação ao Podemos. Em nota oficial, o vereador afirmou que isso abre a possibilidade de procurar “o caminho que nos traga mais força para lutar”

-

O vereador Guto Klosowski, líder do Partido Humanista da Solidariedade (PHS) na Câmara de Vereadores, anunciou, através de nota, que irá deixar a legenda. A mudança ocorre devido à iminência de a sigla ser incorporada ao Podemos (Pode), partido do atual senador Álvaro Dias.

Nesse cenário, em que um partido acaba sendo absorvido por outro, há a possibilidade de mudança partidária sem que se caia em infidelidade, o que pode resultar na perda do cargo eletivo.

Em nota, Guto ressaltou que o PHS de Guarapuava sempre foi composto “por pessoas com grande entusiasmo em relação a mostrar que a política é séria”, e citou os nomes dos ex-vereadores Mário Scheidt, Eva Schran e Nerci Guiné como referências.

“Sempre fomos um grupo coeso, que acredita que a política se faz com amor e paixão, visando sempre o bem comum. Em relação a que caminho seguir, ainda é cedo para avaliarmos”, afirmou no texto.

Em sua atuação na Câmara, Guto vem se posicionado como opositor do prefeito Cesar Silvestri Filho.

BARREIRA

O PHS será fundido com o Podemos em decorrência da cláusula de barreira, que passou a valer a partir das eleições de 2018. Para que pudessem ter acesso ao fundo partidário, os partidos precisaram obter, na Câmara de Deputados, pelo menos 1,5% dos votos válidos, distribuídos em, no mínimo, um terço dos estados.

Outro cenário foi a eleição de pelo menos nove parlamentares, distribuídos em, pelo menos, nove estados.

Progressivamente, os critérios da cláusula ficarão mais rígidos.

Além do PHS, foram atingidos pela regra Rede, Patriota, DC, PCdoB, PCB, PCO, PMB, PMN, PPL, PRP, PRTB, PSTU e PTC.

Veja Também