Guarapuava, 19 de março de 2019
Economia

Segundo o coordenador da Agência do Trabalhador de Guarapuava, Cezar Malusa, os números positivos protagonizam uma retomada gradual da economia marcada por oscilações mensais no volume de empregos

-

Com a geração de 310 postos de trabalho com carteira assinada, Guarapuava figura na sétima posição entre as cidades paranaenses com maior criação de empregos em janeiro deste ano. Os dados divulgados pela Prefeitura de Guarapuava nesta quinta-feira (14 março) são da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Trocando em miúdos, isso significa que o número de contratações (1.702) ficou acima das demissões (1.392) ao longo de janeiro na “terra do lobo bravo” – o indicador do Caged mede a diferença entre contratações e demissões. É um percentual positivo de 0,82%.

Segundo o coordenador da Agência do Trabalhador de Guarapuava, Cezar Malusa, esses números protagonizam uma retomada gradual da economia marcada por oscilações mensais no volume de empregos. “Guarapuava está em um momento de pleno desenvolvimento. Estamos acompanhando inúmeros novos investimentos em nossa cidade. É um bom momento para quem busca um novo emprego”, avalia, via assessoria.

Entre os setores da economia guarapuavana, os principais “puxadores” do saldo positivo em janeiro foram a Agropecuária, com geração de 178 postos de trabalho; a Indústria de Transformação, com 112 vagas; e a Construção Civil, com mais 90. Em menor número, aparecem também Serviços (+32), Administração Pública (+17) e Serv. Indust. de Util. Pública (+2).

“O setor de serviços, que se destacou no fim de 2018 e liderou a geração de empregos naturalmente tem uma queda nos primeiros meses do ano devido à baixa das contratações temporárias. O momento agora é da agropecuária, o nosso grande potencial econômico”, analisa Cezar Malusa.

Na outra ponta, as áreas em baixa no primeiro mês de 2019 foram apenas o Comércio (-110 vagas) e a Extrativa Mineral (-11).

DOZE MESES

Entre janeiro de 2019 e janeiro de 2018, o maior município do terceiro planalto paranaense acumula bom desempenho, com a criação de 839 postos de trabalho com carteira assinada, conforme os dados do Caged. Ou seja, as admissões (16.375) superaram os desligamentos (15.536) entre janeiro de 2018 e janeiro de 2019, alcançando um índice de +2,26%.

Veja Também