Guarapuava, 19 de março de 2019
Política

Ratinho Junior deu posse formal ao secretário da Fazenda, Renê Garcia Junior. O novo secretário afirmou que as metas são a modernização da pasta e a criação de critérios de racionalização dos processos de tributação

-

O governador Carlos Massa Ratinho Junior afirmou nesta sexta-feira (11), ao dar posse formal ao secretário da Fazenda, Renê Garcia Junior, que um dos grandes desafios do gestor público é facilitar o desenvolvimento do setor produtivo e simplificar a relação estado-empresa.

Ele também reforçou que o papel da secretaria é essencial para a gestão. “Acima de tudo, dar tranquilidade para que o Governo possa organizar as contas públicas e planejar os investimentos necessários para atender aos paranaenses”, afirmou o governador.

Ratinho Junior destacou a experiência técnica e acadêmica do novo secretário para levar a termo esses desafios. “É professor da FGV, que traz na bagagem uma grande vivência na área de finanças”, disse.

A modernização da Secretaria da Fazenda e criação de critérios de racionalização dos processos de tributação são metas de trabalho, segundo o secretário Garcia Junior. “Buscaremos soluções alternativas para a geração de receitas do Estado a fim de fazer frente as demandas, principalmente de programas sociais e de investimento do Estado”, declarou.

O desafio de trabalhar em um projeto inovador no governo de Ratinho Junior foi, afirmou o secretário, a motivação que o fez aceitar o convite para comandar a pasta. “O que eu sinto aqui no Paraná é um estímulo muito grande de uma pessoa jovem e talentosa, querendo desenvolver um programa de modernização no Estado. Como gosto de desafios, achei que poderia, de alguma forma, contribuir para concretizar esse projeto, com a cara de um novo Brasil”, afirmou.

EXPERIÊNCIA

Renê Garcia Júnior acumula mais de 14 anos de experiência no setor público, como presidente de autarquias federais e como secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão do Rio de Janeiro no ano de 2002. Também ocupou cargos executivos de empresas privadas e tem trajetória de mais de 40 anos na vida acadêmica, mais recentemente, como coordenador de projetos e estudos econômicos na FGV Rio.

Graduado em Administração de Empresas pela Escola Brasileira de Administração Pública e em Economia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Garcia Júnior tem doutorado em Economia pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), mestrado em Economia e especialização em Mercado de Capitais e Estratégias Operacionais pelo Instituto Europeu de Administração de Empresas de Fontainebleau, na França, considerada uma das melhores escolas de gestão de negócios no mundo.

Veja Também