Guarapuava, 26 de janeiro de 2020
Esporte

Titular na campanha vitoriosa do PSTC Procopense em 2019, Robson Nascimento segue sua preparação para ficar à disposição do técnico Reginaldo Vital na atual temporada. Mas o arqueiro tem de cumprir dois jogos de suspensão

-

Campeão da Divisão de Acesso em 2019 pelo PSTC Procopense, o goleiro guarapuavano Robson Nascimento se prepara para atuar novamente nessa equipe.

Mas, em 2020, o jovem arqueiro disputará a Primeira Divisão do Campeonato Paranaense. Ele integra o elenco comandado pelo técnico Reginaldo Vital.

A equipe de Cornélio Procópio estreará no próximo domingo (19), fora de casa, contra o Londrina, às 16h. Porém, Robson não poderá atuar, pois precisa cumprir duas partidas de suspensão, em função da expulsão sofrida na final da Taça FPF Sub-23, em 2019, quando atuava pelo São Joseense.

Segundo ele, os trabalhos de preparação têm sido bons no PSTC. “Fizemos quatro amistosos: ganhamos do Noroeste (SP), 3x1; empatamos 1x1 contra o Cianorte, perdemos 3x1 para o Cianorte; e ganhamos sábado do Marília (SP), 1x0”, conta, em entrevista exclusiva ao CORREIO.

Não é a primeira vez que o guarapuavano defende as cores do PSTC, pois em 2019 ele foi titular do time durante a campanha vitoriosa na Divisão de Acesso. Aliás, o ano de 2020 representa a volta do clube à elite do futebol paranaense.

Para a atual temporada, Robson não sabe se será titular quando retornar da suspensão. Ele explica que a posição no time se ganha nos treinos, destacando que o comando técnico tem decisões justas. “Quem estiver melhor nos treinos vai jogar. Eu vou continuar trabalhando duro, se a oportunidade surgir vou estar preparado!”, acrescentando que o plantel tem ainda dois goleiros muito bons: Yuri (23 anos) e Thiago (21 anos). “Mas o mais importante é a vitória da equipe”, ressalta Robson.

Inclusive, o atleta de Guarapuava revela que o elenco do PSTC é jovem, com média de 23 anos de idade. Segundo ele, apenas dois jogadores destoam: Everaldo, potiguar de 27 anos; e Felipe Piraju, com 29 anos. “Acho que o destaque é o trabalho em equipe. Individualmente, tem o atacante Gerenomio, que foi artilheiro da 2ª
Divisão, o ponta esquerda Lucas Grafite, o lateral Everaldo, o zagueiro colombiano Hurtado”.

Robson foi campeão em 2019 (Foto: PSTC)

AVALIAÇÃO

São 12 equipes inscritas no Paranaense 2020: CE União, Rio Branco SC, Operário FEC, Toledo EC, Cianorte FC, Londrina EC, PSTC, FC Cascavel, Cascavel CR; e o Trio de Ferro da Capital (Paraná Clube, Athletico Paranaense e Coritiba).

Na avaliação do goleiro Robson, o principal objetivo do PSTC é permanecer na Primeira Divisão. Após a classificação para a 2ª fase, aí sim é hora de alçar voos maiores.

ESTREIA

Na estreia, o PSTC enfrentará o Londrina, a principal força do interior do Estado; mas que teve um ano difícil em 2019.

“O Londrina vem de um rebaixamento e passa por um período complicado, mas sabemos da grandeza do clube, tem bons jogadores, acredito que será um grande jogo”, avalia Robson.

Inclusive, o alviceleste londrinense trouxe de volta o técnico Alemão, profissional que surpreendeu a torcida com uma boa campanha no Paranaense de 2019, utilizando a base de garotos do Londrina.

Veja Também