Guarapuava, 18 de janeiro de 2020
Política

Durante uma visita a Guarapuava para o ‘Pé na Estrada 2019’, o deputado federal falou ao CORREIO sobre as atividades parlamentares deste ano, analisou a conjuntura política nacional e projetou a participação do Cidadania nas próximas eleições

-

O deputado federal Rubens Bueno (Cidadania) esteve em Guarapuava para a 13ª e última etapa da caravana “Pé na Estrada 2019”, evento que ocorre em anos ímpares e que pretende ampliar a participação da legenda na região.

Em entrevista exclusiva ao CORREIO, o parlamentar explicou que um dos focos centrais da iniciativa é apresentar as orientações nacionais do partido e as diretrizes estabelecidas, como a busca por candidaturas próprias no próximo ano.

Já projetando a atuação do Cidadania em 2020, Bueno lembra que serão feitos cursos para os pré-candidatos, visando a capacitação desses quadros.

Inclusive, esse será o primeiro pleito da legenda com o novo nome e identidade visual, que foram alterados no início de 2019. Para além da nomenclatura, Bueno diz que o partido “vai se adaptando e ajustando à realidade”, citando o grande número de jovens recém-filiados e o fim do fechamento de questão em seu estatuto.

GUARAPUAVA

Parceiro de partido da deputada estadual Cristina Silvestri, o parlamentar destaca a sua atuação na famosa “terra do lobo bravo” e nos municípios da região. Nos últimos cinco anos, foram destinadas emendas para as áreas do esporte, saúde e educação.

Questionado sobre a mudança partidária do prefeito Cesar Silvestri Filho, que trocou o Cidadania pelo Podemos, Bueno diz que isso “nada muda no meu relacionamento e na representação que faço de Guarapuava em Brasília”.

LEGISLAÇÃO

No Congresso Federal, o deputado destaca a sua atuação para que estados e municípios recebam recursos da cessão onerosa do pré-sal. A tendência é que sejam destinados mais de R$ 4 milhões para Guarapuava.

Além disso, outra medida é o projeto de redistribuição de R$ 6 bilhões do Imposto Sobre Serviço (ISS) no Brasil. Em linhas gerais, a proposta é que as administradoras de cartões de crédito e débito paguem o ISS para o município em que ocorre a venda.

“Isso vai dar R$ 5,2 milhões por ano para Guarapuava, permanente de crescente”, diz Rubens Bueno, ressaltando que a distribuição desses recursos ficará mais justa.

O presidente da executiva municipal do Cidadania, Neto Rauen, acompanhou Rubens Bueno (de camisa azul mais escura). Foto: Cristiano Martinez/Correio

ARTICULAÇÃO

Numa avaliação das atividades políticas de 2019, o deputado federal acredita que o ano foi intenso. No seu ponto de vista, as principais reformas - administrativa, da liberdade econômica e da Previdência - foram aprovadas pelo Legislativo. “A reforma da Previdência vem para dizer que ninguém vai ganhar mais de R$ 5,8 mil na Previdência pública. Quem quiser ganhar mais, e é um direito, vai para a privada”, ressalta.

Já em relação à articulação com o Executivo, Bueno diz que o presidente Jair Bolsonaro tem uma boa equipe, “mas fala demais”. “Esse ‘falar demais’ prejudica o país, seja internamente ou externamente”, citando o agravamento das relações com Alberto Fernández, presidente da Argentina, e Emmanuel Macron, da França. “Há uma vontade que você não imagina no Congresso Nacional para votar as medidas importantes para o país, mas atrapalham demais”, afirma o parlamentar.

Tendo sido colega de Bolsonaro por muitos anos na Câmara dos Deputados, Bueno diz que o atual presidente sempre se manteve longe dos grandes debates do Brasil.

Veja Também