Guarapuava, 12 de dezembro de 2019
Política

Há pouco mais de um mês à frente do diretório municipal do PSDB, Samuel Ribas afirma que já colocou seu nome à disposição da sigla e que, se houver um consenso no grupo político, pode concorrer ao cargo de prefeito no próximo pleito

-

Para o advogado Samuel Ribas, as primeiras semanas à frente do diretório municipal do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) foram de reuniões em Guarapuava, dando foco às demandas da cidade.

Nos próximos dias, a tendência é que a legenda inicie encontros semanais em todos os bairros, com objetivo de se aproximar da comunidade e encontrar pessoas que queiram contribuir com o debate político.

“Nós queremos que as pessoas participem mais, entendam e questionem mais, e que estejam mais próximas. É um ideal do partido, de aproximar as pessoas”, diz Ribas.

Nesse ponto, em meio a essas conversas, o PSDB está em busca de pessoas qualificadas para compor quadros para o próximo pleito. A estratégia, segundo o presidente, é a renovação. “Mas não temos nada contra quem tem história na política”, citando que o critério é a preparação e o conhecimento sobre Guarapuava.

Tanto se fala nesses dois aspectos, que a sigla fará, a partir de janeiro, cursos de capacitação para quem deseja se candidatar, visando deixar claro quais são as atribuições de um vereador e de um prefeito, por exemplo.

Nós queremos que as pessoas participem mais, entendam e questionem mais, e que estejam mais próximas. É um ideal do partido, de aproximar as pessoas

CANDIDATURA

Há menos de um ano das eleições que definirão os cargos políticos de Guarapuava, ainda é especulativo cravar quais nomes concorrerão à Prefeitura.

Nesse cenário, Ribas conta que já se colocou à disposição do partido e que “se houver um consenso no grupo político”, pode ser candidato, tendo o “natural e essencial” apoio do ex-prefeito Fernando Ribas Carli. “Estou à disposição para seguir em frente na caminhada”.

O presidente ainda lembra que o ex-deputado estadual Bernardo Ribas Carli, que faleceu em 2018, seria um candidato natural à sucessão do prefeito Cesar Silvestri Filho.

Inclusive, Samuel ressalta que se alinha inteiramente ao perfil de Bernardo, que era propositivo e construtivo. “O maior legado que ele deixou foi construir pontes. Foi acabar com as rusgas do passado que dificultavam a relação entre os grupos políticos de Guarapuava”, completa.

DEMANDAS

Em uma rápida avaliação, o advogado cita a geração de empregos e as áreas da saúde e da infraestrutura dos bairros como prioritárias para o futuro. Contudo, ele reconhece que nos últimos anos, através da estrutura e do incentivo do poder público, muitos investimentos - inclusive privados - foram feitos na cidade.

Veja Também