Cultura

Eleições do Consec ocorrem no dia 26 em Guarapuava

Centro-Sul tem três candidatos inscritos para o processo de escolha dos membros do Conselho Estadual da Cultura. Mas eleitores têm somente até amanhã (11) para se cadastrar
(Foto: Ilustrativa/Arquivo/Correio)

O próximo dia 26 será decisivo para o setor cultural de Guarapuava. Nessa data, ocorrerá a Conferência Estadual de Cultura do Paraná 2017 na macrorregião Centro-Sul. Entre 19 de agosto e 3 de setembro, em todo o Estado serão realizados eventos desse porte.

O período também será para definir, via eleição, os representantes da sociedade civil no Conselho Estadual da Cultura (Consec), tanto das dez áreas artístico-culturais - artes visuais; audiovisual; circo; ópera; teatro; dança; música; literatura, livro e leitura; patrimônio cultural material e imaterial; e manifestações populares, tradicionais e étnicas da cultura - quanto das macrorregiões do Estado.

Os eleitores interessados em participar do processo de escolha têm somente até as 17h50 desta sexta-feira (11) para se inscrever via formulário na internet. A eleição da macrorregião Centro-Sul ocorrerá no dia 26 de agosto, das 9h às 12h, na Casa da Cultura (rua Alcione Bastos, 211, Santana), em Guarapuava.

Para votar nos candidatos, os eleitores devem ter idade mínima de 16 anos e estar inscritos previamente. No dia da eleição, o eleitor poderá votar em apenas um candidato da macrorregião a que pertence e um candidato da área cultural, conforme opção no ato da sua inscrição. Além disso, deve apresentar um documento oficial com foto. O eleitor que não apresentar a documentação solicitada não poderá participar da eleição.

Última reunião do atual Consec foi nesta semana (Kraw Penas)

CANDIDATOS

Segundo a Secretaria de Estado da Cultura (Seec), o Centro-Sul conta com três candidatos: o músico e produtor cultural André Luiz Bischof Pizzatto, o Andrezão; o escritor Norbert Heinz; e a bailarina Shauane Emanuela Fornaciari Silva. A lista oficial está disponível no site da Seec, que tem ainda os nomes das opções nos dez setores artístico-culturais.

Aos eleitores cadastrados, a Secretaria informa um breve resumo da carreira de cada uma das opções, destacando o motivo pelo qual Andrezão, Heinz e Shauane se candidataram ao pleito.

No caso do músico, ele lançou seu nome porque acredita na realização de ações culturais coletivas. “Creio que somarei como conselheiro estadual de cultura, buscando sempre valorizar ações culturais da macrorregião, sendo uma ponte entre governo e agentes culturais”, diz, em texto declarado por ele próprio.

Já o escritor, a sua candidatura se justifica porque um bom agente não se limita somente à produção cultural. “Depois de atuar alguns anos em escolas com literatura e contação de histórias e conhecendo a realidade cultural das mesmas, creio que poderei contribuir como conselheiro estadual de cultura, levando as reinvindicações da macrorregião, propondo debates e cobrando do governo melhorias”.

E, por último, a bailarina quer ser membro do Consec para auxiliar no intercâmbio com a região Centro-Sul. “Além de possivelmente propor, formular e monitorar as políticas culturais a partir das diretrizes emanadas em Conferências, a fim de obter benefício cultural da população em geral da nossa região”.