Guarapuava, 26 de janeiro de 2020
#curta!

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas anunciou, nesta segunda-feira (13), a lista dos indicados para a 92ª edição do prêmio mais importante da indústria norte-americana

-

A corrida para o Oscar 2020 deu a largada na manhã desta segunda-feira (13), em Los Angeles.

É que a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas anunciou os indicados ao principal prêmio da indústria norte-americana (leia-se Hollywood). A cerimônia de entrega será em 9 de fevereiro, também em LA.

Para o público brasileiro, o principal destaque da lista é a seleção de “Democracia em vertigem” para concorrer em melhor documentário. Dirigido pela cineasta mineira Petra Costa, esse filme trata do processo de impeachment da então presidente do Brasil, Dilma Rousseff, que foi considerado como um dos reflexos da polarização política e da ascensão da extrema-direita para o poder.

A produção brasileira enfrenta os seguintes documentários na briga pela estatueta dourada: “American factory” (EUA), “The cave” (coprodução entre Irlanda e Tailândia), “For Sama” (coprodução entre Reino Unido e Síria) e “Honeyland” (Macedônia).

DIRETOR

Dirigido pelo brasileiro Fernando Meireles, "Dois Papas" concorre a três prêmios: melhor ator (Jonathan Pryce), melhor roteiro adaptado e melhor ator coadjuvante (Anthony Hopkins).

Buenos Aires, 2012. O cardeal argentino Jorge Bergoglio (Jonathan Pryce) está decidido a pedir sua aposentadoria, devido a divergências sobre a forma como o papa Bento XVI (Anthony Hopkins) tem conduzido a Igreja. Com a passagem já comprada para Roma, ele é surpreendido com o convite do próprio papa para visitá-lo. Ao chegar, eles iniciam uma longa conversa onde debatem não só os rumos do catolicismo, mas também afeições e peculiaridades da personalidade de cada um.

O filme é uma produção da Netflix.

 

*********Matéria com acréscimo de informações às 9h40 de 14/01/2020

Veja Também