Guarapuava, 07 de dezembro de 2019
#curta!

O Festival de Teatro da Unicentro (Feteco) será realizado entre os dias 5 e 8 de novembro, com apresentações e exposições em Guarapuava e Irati. Com entrada gratuita, os seis espetáculos falam sobre debates das minorias, histórias e sentimentos

-

Tradicional na Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), o Festival de Teatro (Feteco) já chega à sua 22ª edição neste ano, com espetáculos que buscam debater questões como a desigualdade de gênero e o racismo. 

Entre os dias 5 e 8 de novembro, o público poderá conferir gratuitamente as apresentações de diferentes grupos e companhias teatrais, além de exposições e performances artísticas em espaços públicos da cidade.

Nesta edição, a ideia foi de atrelar a comédia com temáticas importantes para a discussão, divididas entre os espetáculos. 

“A gente ficou mais com a comédia, uma coisa mais descontraída. Mas também, tem a questão da discriminação, que nós ouvimos falar muito neste ano e trouxemos com espetáculos de qualidade”, ressaltou Elizabete Ribas Lustoza, chefe da Divisão de Assuntos Culturais da Unicentro.

NA RUA

Além das costumeiras apresentações nos palcos teatrais, a organização decidiu inovar e o festival terá um espetáculo ao ar livre pela primeira vez. Logo na abertura, na rua XV de Novembro, a Cia. dos Palhaços de Rua contará a história dos guerreiros Vikings Batata Doce e Taurino.

“Estamos pensando em frente da Ótica Gouveia, algo assim, onde tem bastante movimento do comércio, onde as pessoas passam. A gente quer atingir as pessoas que estão passando e que curtem teatro, artes cênicas para ver essa brincadeira”, afirma a chefe.

Caso a previsão seja de chuva, a intervenção será transferida para o Colégio Estadual Visconde de Guarapuava. A faixa etária é livre, e toda a comunidade está convidada para prestigiar na terça-feira.

GÊNERO

Já na noite de quarta (6), outro destaque da programação é a estreia da peça “Revolução das Mulheres”, preparado pelo grupo Felchak Produções e que será apresentado no palco do Teatro Municipal.

A comédia mostra o retrato social de uma cidade majoritariamente liderada por homens e totalmente desigual; em certo momento, algumas mulheres inspiradas na ideia de equidade de gênero buscam mostrar que são tão eficientes quanto os homens para a liderança de cargos importantes. Na tentativa de conquistas de poder, homens e mulheres invertem os papéis. A faixa etária é de 14 anos, com entrada gratuita.

RACISMO

Ainda na pautas das minorias, a noite da quinta-feira (7) vai trazer reflexões sobre o racismo e resistência do povo negro com o espetáculo ‘Negro não nego’, do grupo Cena Hum, a partir das 20h. Por meio da encenação, a companhia conta a realidade do povo afrodescendente e a história de luta enfrentada.

“Este projeto vem resgatar a memória desse povo que tanto foi subordinado e maltratado. O ‘Negro não Nego’ é um grito de resistência através do amor, da empatia, da alteridade para a valorização de uma cultura que é terrivelmente esquecida”, ressalta Glayson Cintra, diretor de produção do espetáculo.

Em cena, 7 atores trabalham as questões referentes ao racismo e a construção social e cultural do povo negro, com adaptações de textos redigidos por autores afrodescendentes.
(Foto: Reprodução / Divulgação)

O espetáculo trabalha com um compilado de textos adaptado, redigidos por autores negros, sendo alguns deles do próprio elenco. Em cena, os sete atores trabalham rituais africanos e exploram os estudos dos orixás, utilizando do corpo como uma expressão. “O teatro faz com que a nossa história seja contada com reflexão, com poder e enaltece a nossa cultura”, destaca Glayson.

O grupo também passará por Irati, na noite de sexta (8), a partir das 20h30, no auditório Denise Stoklos. A classificação indicativa é de 16 anos, também com entrada franca.

EXPOSIÇÕES

Além das apresentações teatrais, a Unicentro já está com exposições disponíveis para a visitação. No hall da Direção de Campus do Cedeteg, a exposição “Feteco: em cartaz!” segue aberta para até o dia 15 de novembro.

Peça "Muito Barulho Por Nada", encenada no Feteco 2018. (Foto: Dirc/Unicentro)

Já no campus Santa Cruz, a mostra “De peça em peça” traz detalhes das vestimentas utilizadas em peças teatrais, contextualizando a história dos espetáculos da cidade. O público pode conferir no Centro de Exposições até o dia 15 de novembro.

A programação completa do Feteco pode ser conferida na página oficial da Diretoria de Cultura da Unicentro (Dirc) do Facebook (CLIQUE AQUI).

Veja Também