Guarapuava, 22 de setembro de 2019
Agricultura

Neste mês de setembro, na abrangência da região de Guarapuava (que compreende também as inspetorias de Laranjeiras do Sul, Irati e União da Vitória) o Conselho está intensificando as fiscalizações referentes às lavouras de inverno e iniciando as de plantio de batata

-

Anualmente, o Crea-PR (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná) fiscaliza os cultivos agrícolas, conforme o período das safras, visando averiguar a presença de engenheiros agrônomos responsáveis pelo acompanhamento técnico dos plantios.

Neste mês de setembro, na abrangência da região de Guarapuava (que compreende também as inspetorias de Laranjeiras do Sul, Irati e União da Vitória) o Crea-PR está intensificando as fiscalizações referentes às lavouras de inverno e iniciando as de plantio de batata.

De acordo com dados do IBGE, o Paraná é o terceiro maior produtor de batatas do Brasil, responsável por 20% do mercado nacional. Dentro do contexto estadual, Guarapuava é a segunda região que mais produz batata, atrás apenas de Curitiba.

“Os quatro núcleos regionais que correspondem às sedes das inspetorias da regional de Guarapuava do Crea: Guarapuava, Irati, Laranjeiras do Sul e União da Vitória têm grande volume de produção no contexto estadual. Na 1ª safra de 2018, considerada a safra das águas, a produção desses núcleos correspondeu a 35% ou 157.955 toneladas de batata no Paraná. Já na 2ª safra, considerada a safra da seca, a produção correspondeu a 58% ou 183.500 toneladas de batata”, explica a Conselheira do Crea-PR, Chefe do Núcleo Regional de Irati da Seab, engenheira agrônoma Adriana Baumel.

ENGENHEIRO

Tendo em vista a dimensão da produtividade da cultura de batata na região de Guarapuava, o gerente da regional do Crea-PR, engenheiro eletricista Thyago Giroldo Nalim, avalia como fundamental o acompanhamento do engenheiro em todas as etapas das atividades agrícolas.

“Desde o projeto e assistência técnica do plantio, período de cultivo, colheita e pós-colheita, utilizando as técnicas adequadas de tratamento. O agro é responsável pelos ingredientes que chegam à mesa da população, por isso é tão importante a presença de um profissional habilitado para contribuir com a qualidade e segurança dos alimentos”, avalia Nalim.

NOTIFICAÇÃO

Caso os fiscais do Crea-PR identifiquem irregularidades, os responsáveis pelas propriedades rurais são notificados para que possam se readequar, contratando um profissional para conduzir a lavoura.

“Tanto o produtor quanto o profissional são beneficiados com essas fiscalizações. Os engenheiros, porque as lavouras não são conduzidas por leigos, que não têm o devido conhecimento e habilitação. Os produtores, porque contam com profissionais com plenas condições técnicas e de conhecimento para que as lavouras sejam desenvolvidas da melhor forma, pensando em produção e em meio ambiente”, considera o Inspetor do Crea-PR, engenheiro agrônomo Gabriel Dona.

Veja Também