Guarapuava, 25 de agosto de 2019
Agricultura

Cerca de 150 agricultores puderam conhecer opções de cultivares de soja e híbridos de milho na manhã desta quarta-feira (13 março), durante encontro realizado na Fazenda Sonho Verde. Quinze empresas fizeram parte do evento

-

Um dia dedicado a conhecer os produtos mais importantes do mercado brasileiro. Assim foi o Encontro Tecnológico 2019 da unidade da Coamo Agroindustrial Cooperativa em Guarapuava. Na manhã desta quarta-feira (13 março), cerca de 150 agricultores participaram do evento promovido na Fazenda Sonho Verde, cujo acesso fica às margens da BR 277.

Segundo o gerente de Entreposto da Coamo, Marino Mugnol, o dia de campo tem como objetivo mostrar o desempenho das cultivares de soja e dos híbridos de milho aos produtores, auxiliando na decisão pelas variedades que serão utilizadas na fase de plantio.

“A Coamo sempre teve essa preocupação de desenvolver ao máximo possível toda a parte tecnológica, em todos os aspectos. Quer seja nos produtos diversos: defensivos agrícolas, herbicidas, adubações; como também a parte das cultivares de soja e os híbridos de milho”, explica o gerente, em entrevista ao CORREIO.

Não por sinal, o evento contou com a participação de 15 das mais importantes empresas do mercado nacional. Elas apresentaram em torno de 25 variedades de soja e outros 25 híbridos de milho, em conversas técnicas junto aos produtores. “Vai ser uma carga de informações bastante importante e também bem assimilável pelo produtor, de forma que nossos apresentadores vão apresentar cada situação”, diz Mugnol.

Para o produtor Tadeu Sidor, esse tipo de encontro é importante para conhecer as novidades do mercado. “O agricultor precisa estar atualizado”, destacando que o “problema” é escolher o melhor produto entre tantas variedades de qualidade.

Junto com seu filho Vantuir, Sidor cultiva milho e soja em uma propriedade de 140 hectares em Campina do Simão.

Para o produtor Tadeu Sidor (camisa vermelha), esse tipo de encontro é importante
para conhecer as novidades do mercado (Foto: Cristiano Martinez/Correio)

DINÂMICA

Em espaços cedidos pelo fazendeiro Teodoro Kredens ao dia de campo da Coamo, as empresas participantes puderam montar o “ensaio” para apresentar seus produtos aos convidados. Enfim, fazer o plantio em áreas reservadas.

Para o supervisor de desenvolvimento de mercado da Donmario Sementes, Marco Bianchini, um evento como esse permite que o agricultor possa identificar o ponto fraco e o ponto forte de cada cultivar. “A gente sabe que é no dia de campo que o agricultor começa a tomada de decisão para as próximas safras”, destacando que o terreno é preparado para uma situação real e de acordo com o dia a dia do campo, ou seja, sem artifícios ou maquiagens.

Durante a demonstração, a Donmario apresentou três produtos na área de cultivares de soja.

Marino Mugnol complementa dizendo que o formato do encontro é funcional para que o produtor receba uma carga importante de informações. Após as explicações, os participantes puderam conhecer, durante o horário de almoço, as máquinas da área de implementos, tais como pulverizadores e plantadeiras.

Veja Também