Guarapuava, 12 de dezembro de 2019
Agricultura

A ideia que iniciou em um grupo de 79 agricultores há quase meio século foi recebida de braços abertos pelos produtores rurais e cooperados. Atualmente, são mais de 28 mil associados, atuantes em 71 municípios do Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul

-

Em 28 de novembro de 1970, era originada a Coamo Agroindustrial Cooperativa, fruto de uma ideia partilhada entre um grupo de 79 agricultores na cidade de Campo Mourão. Passados 49 anos, o número de associados foi elevado, chegando a mais de 28 mil associados, atuantes em 71 municípios dos estados do Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

Em comemoração a mais um aniversário, todas as unidades da cooperativa organizaram, na manhã desta quinta-feira (28), um café da manhã para associados, funcionários e servidores. Marino Mugnol, gerente da unidade de Guarapuava, ressalta que a data “merece ser marcada porque a Coamo é de fato uma cooperativa de sucesso, de resultado, é uma cooperativa que nos seus 49 anos trouxe muito desenvolvimento para todas as regiões em que ela está presente, especialmente na sua área de atuação, que é o meio rural, com todos os produtores rurais e nossos cooperados”.

Guarapuava é um dos locais com forte presença da empresa. “Desde que a Coamo iniciou as atividades aqui em Guarapuava, eu já fui um dos primeiros cooperados. Desde lá, é uma empresa onde temos garantia de trabalhar, de ser sócio e cooperado, porque tudo o que a gente faz aqui dá para fazer tranquilo porque é tudo retornável e sempre estamos fazendo um bom negócio, com bons preços tanto na compra quanto na venda, e a garantia do recebimento”, destacou Cícero Passos de Lacerda, associado que acompanhou toda a trajetória da Coamo no terceiro planalto paranaense.

Além dele, Itacir Pereira Vargas, associado há 15 anos, sente que a presença da cooperativa nos negócios auxiliou positivamente. “Nós agricultores sempre somos ajudados, e é gratificante. A expectativa é que vá melhorando cada vez mais, com contribuintes a cada dia que passa”, enfatizou.

Para este ano, Marino ressalta que as temporadas foram produtivas, fruto do bom desempenho da equipe de colaboradores (Foto: Ágata Neves)

PROSPERIDADE

As terras têm sido férteis e colaborado com o produtor rural. Para este ano, Marino ressalta que as temporadas foram produtivas, fruto do bom desempenho da equipe de colaboradores. “Na Coamo, os funcionários têm oportunidade de fazer carreira e são muito valorizados para isso. Por outro lado, temos muitos programas de desenvolvimento dos funcionários, visando o bom atendimento, visando que se dedique o máximo de si”.

Alcione Marcos Ricardo é funcionário da Coamo há 14 anos, e relata que o ambiente colabora para o preparo e qualificação do profissional. “A contribuição é muito valorosa. É uma cooperativa que serve como uma extensão da nossa família, e é muito gratificante fazer parte dessa história. A empresa está passando por uma grande transição, e há uma expectativa muito grande para estas mudanças. Todos os funcionários estão sendo preparados para isso e eu acredito que a cooperativa possa crescer mais ainda", destacou.

Entre os associados que acompanharam toda a trajetória da empresa desde a fundação dela em Guarapuava, está Cícero Passos de Lacerda (camisa listrada). Foto: Ágata Neves

FUTURO

Daqui para frente, a expectativa é de que a empresa ganhe ainda mais espaço. Atualmente, a Coamo ocupa a 35ª posição de maior empresa do país, o que incentiva ainda mais a expansão de métodos de melhoria e qualidade de serviços.

“A Coamo é uma empresa diferente, primeiro por ser uma cooperativa. Depois, pela sua solidez, pelo seu preparo, e ela sempre focou no cooperado, então ela pode estar fornecendo uma gama de serviços aos cooperados muito ampla, que permite que o cooperado desenvolva seu negócio e que as propriedades tenham resultados. Isso passa pela assistência técnica, pelo financiamento de insumos, pelos diversos projetos de gestão rural, pelos treinamentos que são feitos em todos os níveis em que o cooperado tem necessidades, então isso tudo torna a cooperativa diferente na sua atuação", destacou Mugnol.

Veja Também