Guarapuava, 26 de agosto de 2019
Cotidiano

Até 31 de maio, integrantes dos grupos prioritários podem se vacinar gratuitamente para se protegerem contra os vírus da gripe H1N1, H3N2 e Influenza B. Por enquanto, 32.047 pessoas já foram vacinadas, representando 65,61% da meta

-

A Secretaria de Saúde de Guarapuava segue com a campanha de vacinação contra a gripe nas UBS (Unidades Básicas de Saúde) e no Cisgap.

Até 31 de maio, integrantes dos grupos prioritários podem se vacinar gratuitamente para se protegerem contra os vírus da gripe H1N1, H3N2 e Influenza B.

Por enquanto, 32.047 pessoas já foram vacinadas na cidade, representando 65,61% da meta municipal. "O percentual de Guarapuava é satisfatório, já que ainda temos duas semanas e meia de campanha para atingir a meta. É importante que a população dos grupos prioritários procure uma unidade de saúde e faça a imunização, assim conseguiremos atingir a meta e proteger Guarapuava, o Paraná e o Brasil", declarou a chefe do Departamento de Epidemiologia, Chayane Andrade. A meta de vacinação deste ano é imunizar 48.427 pessoas no município.

Podem tomar a vacina gratuitamente crianças entre 6 meses e menores de seis anos, gestantes, mães em período pós-parto (até 45 dias), idosos, servidores da saúde, indígenas, cidadãos privados de liberdade, pacientes com comorbidades, funcionários do sistema prisional e professores da rede pública e privada, além de policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas.

Para se imunizar é preciso apresentar a carteira de vacinação, cartão SUS ou CPF. Policiais civis, militares, bombeiros e membros das Forças Armadas também devem comprovar que estão na ativa. Pacientes portadores de doenças crônicas precisam levar a receita do medicamento de uso contínuo no ato da vacinação. Já os professores da rede pública ou privada devem apresentar declaração da escola com assinatura do diretor.

PARANÁ

Informe da gripe divulgado na quarta-feira (15) pela Secretaria da Saúde mostra que, desde o início do ano, o Paraná já registrou 74 casos graves confirmados, sendo que 22 desses casos evoluíram para óbito. Do total de casos confirmados, a maior parte foi registrada entre os idosos (acima de 60 anos), com 28,4% das ocorrências.

Até o momento, 61,51% de todos os grupos prioritários no Paraná tomaram a vacina contra a gripe continua até o dia 31 deste mês.

A meta do Ministério da Saúde é imunizar 90% dos grupos de crianças com idade entre seis meses e cinco anos incompletos, gestantes (em qualquer período gestacional), mulheres que tiveram parto recente, em até 45 dias (puérperas), idosos, povos indígenas, professores, trabalhadores da saúde, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, população privada de liberdade, adolescentes e jovens de 12 a 20 anos sob medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional e policiais civis e militares.

Veja Também