Guarapuava, 23 de maio de 2019
Esporte

Para a próxima partida do CAD, que será neste sábado (20 abril), contra o Coronel Vivida, em Guarapuava, o técnico PH terá de quebrar a cabeça para montar o time guarapuavano

-

O Cresol Clube Atlético Deportivo (CAD) registrou três baixas em seu elenco de jogadores que disputa o Campeonato Paranaense de Futsal da Série Prata.

Uma delas, o atleta Evaldo, ocorreu em função de problemas familiares. Recentemente, ele precisou retornar ao Ceará para resolver questões de saúde na família. Com a morte de sua mãe, o jogador preferiu ficar perto de seus entes queridos e comunicou seu afastamento em definitivo do CAD.

No caso de Gabriel, o atleta alegou problemas extraquadra e pediu seu desligamento da equipe guarapuavana. Ele era uma das esperanças de gols para o Time de Guerreiros. Segundo a diretoria, há boatos de que Gabriel teria feito acordo verbal com a equipe do Toledo, que disputa a Série Ouro.

E, por fim, Laurindo, um jovem talento que é cria da base, foi dispensado em função de atos de indisciplina. Ele teve faltas constantes nos treinos. Inclusive, o jogador já acertou com o Ivaiporã para disputar a Série Bronze.

“Todos eram importantíssimos para o elenco. Devido ao calendário extenso seriam muito utilizados durante o ano”, diz a diretoria, em nota à imprensa.

Para a próxima partida do CAD, que será neste sábado (20 abril), às 20H30, contra o Coronel Vivida, em Guarapuava, o técnico PH terá de quebrar a cabeça para montar o time guarapuavano. Ele tem quatro atletas lesionados, um suspenso e essas três baixas de última hora.

O técnico PH terá de quebrar a cabeça para montar o time guarapuavano (Foto: Arquivo/Correio)

ELENCO

O CAD conta atualmente com os seguintes jogadores: goleiros - Lucas Santos, Vitão, Luan e Bruno (ambos sub 17); fixos - Rafa Carvalho, Luciano Gaúcho e Mateus Meira, Luiz Schons (sub 17); alas - Matheus Lustosa, Junior, Ceará, Fabricio, Willian Cunha, Traiano Guilherme (subs 17); pivô - Andrei.

FINANÇAS

Segundo a diretoria do CAD, as três baixas dão um fôlego para o quadro orçamentário do clube; porém, ainda não é suficiente para o equilíbrio da arrecadação em relação aos compromissos financeiros.

Para a folha de abril, ainda tem os saldos proporcionais das saídas para que se faça a quitação.

REFORÇOS

A supervisão da equipe já sonda possíveis nomes para contratação, visto que é emergencial a chegada de um pivô experiente e de pelo menos mais um ala para suprir as baixas.

No entanto, a ordem por hora é de segurar os ânimos para que a diretoria consiga arrecadar mais receitas para o projeto e fechar as contratações necessárias, sem atrasos salariais.

“Para que o projeto se mantenha em dia e com as rendas tentem ainda acariciar fundos para quitar os saldos antigos”, finaliza a diretoria.

Veja Também