Guarapuava, 20 de junho de 2019
Esporte

Em disputa, um troféu que será dado ao melhor time após o ‘mata-mata’. O primeiro jogo será neste domingo (17 março), no Estádio Waldomiro Gelinski, em Guarapuava

-

A Associação Atlética Batel (AA Batel) e o Prudentópolis Futebol Clube se enfrentam na tarde deste domingo (17 março) em dois amistosos (um pelo Sub-19 e outro pela equipe profissional), a partir de 13h30, no Estádio Waldomiro Gelinski, em Guarapuava.

Os dois clubes vão reviver a rivalidade do “Clássico da Serra” em uma data especial para a torcida batelina: os 68 anos de fundação do Rubro-Negro da Baixada. “Conversando com o Prudentópolis, nós achamos esse modelo de reviver o Clássico da Serra em dois jogos”, disse o diretor de futebol do Batel, Flávio Alves, durante coletiva de imprensa na última sexta-feira (15 março), em evento no Shopping Maria Antônia.

Alves acrescenta ainda que o clássico terá um troféu em disputa e que será dado ao time com melhor desempenho em dois jogos: um neste domingo; e outro no próximo dia 24 de março, em Prudentópolis. O diretor acredita que é salutar reativar uma rivalidade futebolística entre dois municípios praticamente vizinhos.

SEGUNDONA

Aliás, Batel e Prude serão adversários no Campeonato Paranaense da 2ª Divisão, cuja primeira rodada inicia no próximo dia 7 de abril. Enquanto a equipe guarapuavana enfrentará o AC Paranavaí fora de casa, o rival receberá o REC.

Mas a partida AA Batel x Prudentópolis FC será na oitava rodada da Segundona, no feriado de 1º de maio, às 15h30, no Estádio Waldomiro Gelinski.

Ou seja, o Clássico da Serra em dois amistosos é uma prévia do que vem pela frente para as duas equipes no Campeonato Paranaense.

A conquista da Taça do Clássico da Serra será definida após duas partidas entre Batel
e Prudentópolis (Foto: Cristiano Martinez/Correio)

ANIVERSÁRIO

Denominado de “Batel Day”, a data deste domingo (17 março) comemora os 68 anos do Batel, um clube que foi fundado em 17 de março de 1951.

Segundo Flávio Alves, o presidente executivo do clube, Bernardo Feler, fez questão de fazer um evento com entrada livre, sem preocupação com arrecadação neste momento, para apresentar o estado atual do Batel. “A entrada é franca para mostrar justamente o Batel à cidade”, afirma o diretor.

Para o técnico batelino Dudu Sales, a preparação da equipe principal do Rubro-Negro é forte e intensa, exigindo bastante dos atletas nos treinos diários no Waldomiro Gelinski. Por isso, o amistoso contra o Prude é só na teoria, pois em campo promete ser uma “partida pegada”. “Acredito que a gente vai para o jogo não pensando num amistoso. A gente vai pensando que é um jogo de três pontos”.

Uma das estreias programadas no elenco batelino é o lateral-esquerdo Lúcio. Com 39 anos de idade, ele já vestiu a camisa de clubes como São Paulo, Palmeiras e Grêmio-RS. Sua chegada a Guarapuava está sendo tratada como a “maior contratação da história” do clube.

O diretor de futebol do Batel, Flávio Alves (à direita), avalia que é salutar reativar a rivalidade entre Batel e Prude no chamado 'Clássico da Serra' (Foto: Douglas Kuspiosz/Correio)

SERVIÇO

Neste domingo (17 março), Batel e Prudentópolis se enfrentam em uma tarde festiva, que inicia a partir de 13h30. A entrada é franca no Estádio Waldomiro Gelinski, mas a diretoria pede a doação de um quilo de alimento não perecível que será destinada a entidades de Guarapuava e região.

Veja Também