Guarapuava, 26 de agosto de 2019
Esporte

Em rodada na tarde desta quarta-feira (24 abril), fora de casa, o Rubro-Negro da Baixada encara o pior time da competição. O Azulão iratiense perdeu todos os seus jogos e é um sério candidato ao rebaixamento

-

Em situações completamente opostas, Batel e Iraty fazem o clássico regional desta quarta-feira (24 abril), às 15h30.

Em Irati (a 100 km de Guarapuava), os dois times entram em campo pela 6ª rodada do Campeonato Paranaense da 2ª Divisão.

Enquanto o Azulão iratiense vem de cinco derrotas seguidas, o Rubro-Negro da Baixada está em ascensão. Com 8 pontos na tabela, a Associação Atlética Batel venceu o jogo anterior. No total, os batelinos têm duas vitórias, dois empates e uma derrota.

Na verdade, o Iraty SC atravessa uma fase difícil no campeonato. Em uma das partidas, por exemplo, o clube pôs em campo somente nove jogadores. Resultado: derrota de 6 a 0 para o Nacional Atlético Clube (NAC).

Ao longo de toda essa primeira fase da Segundona 2019, o representante do “vale do mel” perdeu todos os seus jogos, sofrendo 18 gols e tendo assim saldo negativo de 15 tentos. Não por sinal, o time amarga a lanterna do campeonato e é um sério candidato ao rebaixamento para a Terceira Divisão.

Correm boatos de que o Iraty teve problemas extracampo para regularizar jogadores e acertar sua situação financeira. Inclusive, o time perdeu pontos por W.O. em função da falta de um local de jogo na 2ª rodada, diante do Prudentópolis.

Se não bastasse, o técnico do Azulão, Wagner Roberto de Oliveira, foi expulso na rodada passada, em partida diante do Independente São Joseense.

BATEL

Contra um adversário em crise, uma vitória batelina é quase uma obrigação no clássico do Centro-Sul na tarde desta quarta-feira.

Mas, claro, quando a bola rola, tudo pode acontecer. Ainda mais em um campeonato equilibrado como esse de 2019.

Nas primeiras rodadas, o Apucarana Sports parecia que era uma equipe que brigaria pela liderança da competição. A equipe da Cidade Alta começou bem, com 100% de aproveitamento nos primeiros jogos.

No entanto, o Tricolor decepcionou nas partidas recentes e está em queda livre. Hoje ocupa a 8ª posição, com 6 pontos.

Já o PSTC despontava como candidatíssimo ao rebaixamento. Mas agora figura na 7ª posição, dentro da zona de classificação à próxima fase. O tradicional Atlético Clube Paranavaí (ACP) é outro que se recuperou, somando 8 pontos na 5ª posição.

O próprio Batel oscilou nas primeiras rodadas, perdendo em casa para o Apucarana. No entanto, os comandados do técnico Dudu Sales já estão em 4º lugar e muito próximos de se garantirem na fase decisiva da Segundona.

Surpresa mesmo é o Rolândia Esporte Clube (REC), que está atualmente na penúltima posição, dentro da zona de rebaixamento. É um clube estruturado que costuma montar bons times.

INVICTO

Após cinco rodadas, sobrou apenas o Independente São Joseense como único invicto da Segundona.

O clube de São José dos Pinhais tem três vitórias, dois empates e nenhuma derrota. Por isso, claro, ocupa a 1ª posição na tabela, com 11 pontos.

Logo atrás, aparece o Prudentópolis, com 9 pts; e o CE União (de Francisco Beltrão) na 3ª posição, com 8 pts.

O Batel tem a mesma pontuação do União, mas perde nos critérios de desempate.

RODADA

Além de Iraty x Batel, a 6ª rodada tem ainda nesta quarta-feira: Independente x Paranavaí, Apucarana x União, Nacional x REC e Prudentópolis x PSTC.

Veja Também