Guarapuava, 17 de novembro de 2019
Cotidiano

Essa medida é conhecida como ‘moving the curb’, e visa a eliminação de estacionamentos em um dos lados das ruas; proposta é possível a curto prazo, com implantação até 2024 na famosa ‘terra do lobo bravo’

-

Através de um diagnóstico sobre a mobilidade urbana na “terra do lobo bravo”, o plano apresentado pela Urbtec prevê um considerável aumento do espaço para calçadas na região central da cidade. 

Em linhas gerais, a medida conhecida como “moving the curb” nada mais é que a diminuição da pista de rolamento com a retirada de um lado da faixa de estacionamento. Com isso, os pedestres ganham uma maior área para circulação. 

De acordo com o plano, a medida inclui a sinalização da área através de pintura no asfalto, e da instalação de balizadores ou floreiras no limite entre o passeio e a rua. 

“Essa solução paliativa é sugerida a fim de diminuir os custos de implantação e viabilizar a proposta a curto prazo, além de dar personalidade à área calma”, consta no plano. 

Reprodução

Essa priorização aos pedestres pode ocorrer nas ruas Capitão Frederico Virmond, Senador Pinheiro Machado, Padre Chagas, Guaíra, Dr. Laranjeiras, Barão do Rio Branco, Marechal Floriano Peixoto, Getúlio Vargas e Saldanha Marinho, em trechos do Centro. 

CENTRO

O plano de mobilidade aponta que as adequações específicas no calçamento foram propostas para locais em que há grande fluxo de pessoas e que possuem “boas notas com relação à atratividade”, referindo-se às fachadas de comércios e serviços. 

“A área de intervenção definida está contida entre as ruas Saldanha Marinho e Marechal Floriano Peixoto e entre as ruas Senador Pinheiro Machado e Barão do Rio Branco", aponta.

De modo geral, a proposta é a adoção de um tráfego calmo nessa área, com velocidade máxima de 30 km/h. “Essa medida tornará a região mais acessível aos pedestres e ciclistas, pois além de diminuir os acidentes, o volume de ruídos e poluição atmosférica também reduzem”, consta no plano. 

Além do “moving the curb”, que poderá ser adotado em algumas ruas, as mudanças na área central da cidade incluem a implantação de um “circuito verde”, adequação da pavimentação e da sinalização, implantação de ciclovias e outras ações. 

Veja Também